Que siga fazendo história!
13 de agosto de 2020
Categoria: 4-3-3

(Foto por RAFAEL MARCHANTE/POOL/AFP via Getty Images)

Nesta quarta-feira, 12 de Agosto de 2020, todos aqueles que seguiam de perto uma linda história sendo escrita sentiram um duro golpe, mas não é hora de desistir das belas histórias que o futebol proporciona, afinal ela não se finda aqui. Uma região da Itália que teve todos os motivos para lamentar este ano, uma vez que foi o epicentro da pandemia do Novo Coronavírus no país, teve em uma de suas catarses esse belo presente de Gian Piero Gasperini.

A bela história do clube de Bergamo parecia ter um roteiro perfeito já escrito pelos Deuses do futebol. Um clube pequeno, de uma cidade modesta, com jogadores periféricos, pouca estrutura, uma torcida apaixonada e um futebol encantador teria pela frente um poderoso e rico Paris Saint Germain, com Neymar, Mbappe e companhia. Um primeiro tempo melhor dos italianos, que se refletia no placar de 1×0 com gol de Pasalic, porém com a saída de Papu Gomez, o cansaço dos jogadores e a qualidade do adversário, a Atalanta sucumbiu sofrendo dois gols na parte final da partida.

Entretanto, essa é uma história que não acaba por aqui. A Atalanta segue seu projeto de crescimento com um ótimo serviço de observação de jogadores, a manutenção das ideias de jogo implementadas pelo brilhante treinador e terá mais dinheiro para investir no elenco graças as boas campanhas na Liga dos Campeões e Campeonato Italiano, além de um estádio próprio que segue em obra.

Parecia faltar algo, parecia não ser o momento, mas também parece que o time italiano não será um caso de time que faz uma ótima temporada e desaparece do cenário competitivo. Apesar da derrota, não faltou competitividade para a equipe, que conseguiu mostrar ao mundo que com boas ideias, dando passos mais lentos e prezando por um estilo próprio, é possível alcançar seus objetivos.

Os títulos não vieram. Ainda é necessário superar as potências europeias e a Juventus em seu próprio território, porém não é apenas de títulos que se vive no esporte. Aquele que valoriza apenas os títulos não aproveita o que o futebol tem de melhor para oferecer, histórias maravilhosas como a dessa Atalanta e tantas outras que podemos ver em todo o planeta.

O sentimento de quem criou carinho e afeto por essa bela história está amargo nesse momento, mas quando o mar se acalmar, a amargura e tristeza se tornará agradecimento por tudo feito e esperança por tudo que ainda virá um dia. Grazie Atalanta, seguimos te acompanhando e admirando, o céu é o limite para quem sonha alto e não tem medo.

Felipe Luz de Figueiredo
Postado por Felipe Luz de Figueiredo Universitário, carioca e apaixonado pelo jogo. Acredita que troféus e prêmios passam longe de ser o mais importante no universo do esporte. Defensor ferrenho dos ideais de Marcelo Bielsa e Pep Guardiola. Aspirante a colunista.