Os brasileiros que vão defender outras seleções na Copa do Mundo
6 de junho de 2018
Categoria: Futebol e Seleções

Mário Fernandes é um dos brasileiros a representar outra seleção no Mundial. (Photo by Epsilon/Getty Images)

Com os últimos amistosos Pré-Copa sendo disputados, as seleções estão fazendo seus testes finais para definir os 23 jogadores que irão para a Rússia. Algumas anunciaram suas esquadras finais sem surpresas, enquanto outras sofrem com lesões ou fazem cortes surpreendentes.

Como sempre, o Brasil estará lá, sendo a única seleção a participar de todas as edições do mundial. Mas se engana quem pensa que teremos apenas 23 brasileiros disputando o tão sonhado troféu de campeão do mundo.

Separamos aqui uma lista com os brasileiros que disputarão a Copa do Mundo vestindo outra camisa.

Pepe – Portugal

Aos 35 anos, o zagueiro Pepe disputará sua terceira Copa do Mundo por Portugal. Longe dos holofotes do Real Madrid após dez anos atuando pelo gigante espanhol, o luso-brasileiro passou a temporada no Beşiktas, da Turquia. Com um título de Eurocopa no currículo e 11 anos de casa, ele pode chegar a marca de 100 jogos com a camisa portuguesa durante o mundial, dependendo do desempenho de sua seleção na competição.

Pepe tem longa história na seleção portuguesa.

Rodrigo Moreno – Espanha

Morando na Espanha desde a adolescência, Rodrigo defende a Fúria desde o Sub-19. Aos 27 anos, o atacante do Valencia terá a oportunidade de disputar a primeira Copa do Mundo de sua carreira. Na Rússia, brigará por posição com outro brasileiro, o experiente Diego Costa.

Rodrigo vai à Rússia como possível titular da Fúria. A briga é pesada.

Mário Fernandes – Rússia

Revelado no Grêmio, chegou ao futebol russo em 2012 para atuar no CSKA Moscou, clube que ele defende até os dias de hoje. Em 2017, o brasileiro completou cinco anos morando na Rússia e se tornou elegível para defender a seleção local. Antes disso, vale lembrar, se recusou uma convocação da seleção brasileira.

Lateral chegou a ser convocado para defender o Brasil, mas preferiu a Rússia.

Thiago Cionek – Polônia

Descendente de poloneses, Thiago não teve destaque no futebol brasileiro, transferindo-se para o futebol europeu ainda jovem. Há seis anos no futebol italiano, Cionek disputará sua primeira Copa do Mundo, enquanto a Polônia retorna ao mundial depois de duas Copas ausente. Assim como o português Pepe, Thiago também esteve presente na última Eurocopa.

Cionek é um dos brasileiros menos conhecidos entre os naturalizados.

Diego Costa – Espanha

Talvez o nome mais conhecido de todos, Diego Costa vem de uma temporada um tanto quanto diferente em sua carreira. Barrado por Antonio Conte no Chelsea, o atacante ficou sem jogar durante todo o segundo semestre de 2017, até assinar seu retorno ao Atlético de Madrid em janeiro. Aos 29 anos de idade, o hispano-brasileiro disputará sua segunda Copa do Mundo com a seleção espanhola, comandada por Julen Lopetegui.

Diego conseguiu convencer Lopetegui em apenas seis meses da última temporada.

BÔNUS – Thiago Alcântara – Espanha

Apesar de ser filho de brasileiros e ter vivido no Brasil durante parte da sua infância e adolescência (inclusive atuando pela base do Flamengo), Thiago Alcântara nasceu na Itália e optou pela seleção da Espanha, camisa que ele defende desde os 16 anos de idade.

Thiago é sempre lembrado pela torcida brasileira como possível convocável.

Avatar
Postado por Pedro Amadeu 20 anos, estudante de engenharia, apaixonado por futebol. Nas horas vagas, pesquisa e escreve sobre futebol, contribuindo para o Blog 4-3-3.