Olhar 4-3-3 especial: 20 jovens para ficar de olho na Premier League 20/21
29 de setembro de 2020

 

A série Olhar 4-3-3 tem como objetivo trazer jovens jogadores que estão começando a se destacar nos seus clubes e que merecem que os fãs do futebol prestem mais atenção neles. Nessa matéria estamos trazendo um destaque de cada um dos 20 clubes da Premier League dessa temporada que vale a pena ficar de olho. Vale ressaltar que o retorno para a regra de apenas 3 substituições para cada clube durante os jogos pode tirar um pouco do espaço de alguns desses jovens, dependendo da equipe. Alguns já são jogadores mais conhecidos e titulares de seus times, outros começaram a ganhar espaço na temporada passada, enquanto outros estão chegando nessa temporada para o clube em questão. Sem mais delongas, vamos aos nomes:

 

ARSENAL

William Saliba

 

Idade: 19 anos

Posição: Zagueiro

Altura: 1,92m

Pé: Direito

 

O Arsenal melhorou o seu rendimento após Arteta assumir o comando da equipe, inclusive defensivamente. Porém, mesmo com os Gunners apresentando uma maior regularidade e segurança na defesa, principalmente após a implantação de uma defesa com três zagueiros, ainda houve momentos em que voltou a ser visto no setor as mesmas fragilidades que o time apresentava antes do técnico espanhol chegar, muito por conta de erros individuais, principalmente da dupla Mustafi e David Luiz. Mas a equipe terá o acréscimo de dois jovens defensores que dão indícios de que podem resolver os problemas da equipe londrina. Os dois vêm da França: um é o brasileiro Gabriel Magalhães, de 22 anos do Lille e o outro é William Saliba, francês que foi contratado junto ao Saint-Etienne na temporada passada, mas permaneceu emprestado ao clube alviverde. Saliba é muito bom com a bola nos pés, tendo terminado a última Ligue 1 com uma eficiência de 88% nos passes e também tem uma ótima leitura de jogo que aliada ao seu posicionamento e velocidade torna ele um zagueiro muito bom também nos aspectos defensivos.

Sua força física também o ajuda a vencer disputas de bola, tanto pelo chão, como pelo alto, já que o camisa 4 do Arsenal tem 1,92m de altura. Saliba terminou o último campeonato francês com um aproveitamento de 63% nas disputas aéreas e também nos duelos pelo chão. Arteta terá em mãos uma das mais recentes promessas a surgir no tão prolífico país quando se trata de revelar grandes jogadores. O técnico Gunner terá um jogador que, pelas suas habilidades de passes e condução de bola, tem tudo para adaptar-se perfeitamente ao estilo de construção de jogo desde a defesa e também trazer mais segurança defensiva ao clube londrino por suas qualidades técnicas e físicas. O potencial de Saliba é enorme e será interessante acompanhar sua primeira temporada na Inglaterra.

 

ASTON VILLA

Ezri Konsa

 

Idade: 22 anos

Posição: Zagueiro, lateral direito

Altura: 1,83m

Pé: Direito

 

Ezri Konsa firmou-se como titular dos Villans ainda no primeiro turno da última Premier League. O defensor inglês que atua principalmente como zagueiro, também disputou alguns jogos como lateral direito, mas na reta final da temporada voltou a formar a dupla de zaga da equipe ao lado de Tyrone Mings, e terminou em alta, fazendo boas exibições nas últimas quatro rodadas da liga, marcando inclusive o gol do importante empate em 1×1 contra o Everton na antepenúltima rodada. O camisa 15 do Aston Villa costuma ler as jogadas bem para se posicionar da maneira mais adequada possível, tanto que ele venceu 63% dos duelos no chão que disputou na última Premier League, com uma média de 2.2 por partida. Entretanto, pesa contra o defensor da equipe de Birmingham seu desempenho não muito bom nos duelos aéreos, até por não ser tão alto para um zagueiro. Na última temporada ele venceu apenas 52% desses duelos, com uma média de 2.0 por partida. Com Konsa ao lado de Mings o Aston Villa tem uma boa dupla de zaga inglesa, e com potencial para ajudar o time de Dean Smith a fazer uma campanha melhor que a do campeonato passado, caso o time melhore o desempenho defensivo coletivo, que foi um dos principais problemas da equipe.

 

BRIGHTON & HOVE ALBION

Ben White

 

Idade: 22 anos

Posição: Zagueiro

Altura: 1,85m

Pé: Direito

 

O Brighton há alguns anos possui uma ótima dupla de zaga formada por Duffy e Dunk, sendo uma das melhores duplas da Premier League, e na última temporada o time ainda trouxe Webster para ter como opção para o setor. E para essa temporada Potter contará com um dos zagueiros ingleses mais promissores da atualidade: Ben White, que passou a temporada passada jogando no Leeds de Marcelo Bielsa. O tempo emprestado ao campeão da Championship foi muito proveitoso para o zagueiro e deverá facilitar bastante o seu encaixe no Brighton de Potter, pela semelhança nos estilo de jogo das duas equipes. White é um zagueiro que possui muita facilidade de jogar com a bola nos pés, seja para conduzir em direção ao ataque, seja para realizar passes, curtos e longos, terminando a última temporada com uma eficiência de 85% nos passes, mesmo realizando uma alta quantidade por jogo (47.5).

Essas suas qualidades fizeram inclusive ele ser utilizado por Bielsa como volante em alguns momentos. Defensivamente White também é ótimo, principalmente para realizar interceptações, terminando a Championship com uma média de 2.5 por jogo, graças a sua capacidade de ler as jogadas e de se posicionar, aspectos importantes para defensores de times que jogam com a linha defensiva alta. O setor de zaga do Brighton, que já é extremamente qualificado, possui agora mais uma ótima peça e que se encaixa perfeitamente nas ideias de Graham Potter. O técnico inglês, que já gosta de variar muito as formações, poderá ter mais liberdade para montar a equipe.

 

BURNLEY

Dwight McNeil

 

Idade: 20 anos

Posição: Meia esquerdo, meia direito e ponta

Altura: 1,83m

Pé: Esquerdo

 

Essa já será a 3ª temporada em que McNeil disputa a Premier League, mesmo com o meia inglês tendo apenas 20 anos. Ele se firmou na equipe titular de Sean Dyche assim que subiu para o time principal, e ainda que a última temporada não tenha sido muito regular para o camisa 11, o jovem contribuiu diretamente para 8 gols dos Clarets na Premier League 19/20. Canhoto e capaz de jogar tanto na esquerda quanto na direita, McNeil tem uma boa qualidade para driblar, conduzir a bola e realizar passes, tanto curtos quanto longos, sendo o principal responsável por tentar encontrar um dos dois atacantes, geralmente o centroavante Chris Wood, seja em saídas rápidas da defesa para o ataque, seja já com a equipe postada no campo de ataque, quando o camisa 11 busca a linha de fundo para lançar um cruzamento na área adversária. O meia inglês só precisa evoluir nas suas finalizações, principalmente de fora da área, já que pelo estilo de jogo do Burnley ele tem poucas oportunidades de entrar na área para chutar a gol. Mesmo assim, o camisa 11 dos Clarets é uma das peças principais do time de Sean Dyche, McNeil é o principal responsável a dar um pouco mais de criatividade a um pragmático Burnley e após duas temporadas jogando a Premier League ele está ainda mais pronto para ser um dos líderes técnicos da equipe.

 

CHELSEA

Reece James

 

Idade: 20 anos

Posição: Lateral direito

Altura: 1,82m

Pé: Direito

 

Se essa matéria fosse feita para a temporada passada seria até difícil encontrar algum jogador no Chelsea para mencionar, não por falta de jogadores jovens de destaque, mas sim pelo escasso espaço que o time dava às suas crias da base. Mas pela impossibilidade de contratar e pelo estilo de Lampard isso mudou no campeonato passado e hoje é até difícil escolher um dentre tantos nomes interessantes que começam a ganhar mais tempo de jogo no time principal dos Blues. Dentre esses nomes temos Reece James, o jovem lateral direito começou a ganhar espaço a partir do momento que Lampard começou a tentar solucionar os problemas defensivos dos Blues, já que as principais soluções passavam por deslocar Azpilicueta da lateral direita, ora para a zaga, ora para a outra lateral. O inglês mostrou um bom futebol, oferecendo uma boa qualidade no apoio aos ataques dos Blues, tendo um aproveitamento de 75% dos passes no campo adversário, realizando 20.4 passes por jogo e com um bom desempenho nos cruzamentos e bolas longas, com estatísticas parecidas com as de Azpilicueta inclusive. O espanhol não precisará jogar em outras posições nessa temporada, com as chegadas de Thiago Silva e Chilwell, o que deve diminuir um pouco do tempo de jogo de James, mas com ele tendo 31 anos e com a temporada tendendo a ser muito desgastante fisicamente, Lampard pode dar chances ao jovem inglês para poupar o capitão em algumas partidas, já que Reece James mostrou que tem qualidade e potencial para herdar a titularidade da lateral direita futuramente.

 

CRYSTAL PALACE

Eberechi Eze

 

Idade: 22 anos

Posição: Meia atacante, meia direito, meia esquerdo

Altura: 1,73m

Pé: Direito

 

A boa campanha do Palace no campeonato passado, principalmente no primeiro turno, se deu muito por conta da segurança defensiva do time, que terminou como uma das 10 melhores defesas da competição. Porém, o desempenho ofensivo foi completamente o oposto, com o time de Roy Hodgson terminando com o segundo pior ataque, inclusive com Zaha, o melhor jogador do time, fazendo uma temporada bem abaixo do que se esperava dele, com apenas Ayew sendo o jogador do setor com um desempenho razoavelmente bom. Para essa temporada o time londrino trouxe um dos jovens destaques da última Championship, Eberechi Eze, que foi contratado junto ao QPR por €17.8 milhões. O meia atacante de nacionalidade inglesa e nigeriana terminou a Championship com incríveis 22 participações em gols (14 gols e 8 assistências).

O meia do Palace é um jogador muito incisivo, que se destaca pela sua qualidade no drible tendo sido um dos melhores dribladores da última Championship, onde obteve uma média de 3 dribles por jogo, devido a sua técnica, velocidade, mobilidade, controle e condução de bola, facilidade para mudar de direção na corrida e  para trabalhar a bola em pequenos espaços que o torna um jogador excelente driblador. Por essas suas características e sendo destro ele prefere atuar pelo lado esquerdo, para buscar com frequência a entrada da área, isso pode ser um pequeno problema para Hodgson resolver, já que essa é a faixa de campo que Zaha costuma atuar, mas o ponta marfinense também é capaz de jogar pela direita, como fez diversas vezes na última Premier League, e como segundo atacante, assim o técnico inglês pode mudar o marfinense para alguma dessas posições para abrir espaço para Eze no time. A outra é mudar a formação para um 4-2-3-1, já que Eze também consegue atuar como meia atacante pelo centro, o que pode ser interessante para o Palace, pois permitiria que Eze e Zaha se associassem com mais frequência durante os jogos. Com Eberechi Eze o Crystal Palace ganha, e muito, em qualidade no seu setor ofensivo, contratando um jogador que tem características parecidas com as de Zaha, e que ainda está em desenvolvimento, e que poderá dividir a responsabilidade de tornar o ataque do time londrino mais perigoso do que foi na última temporada, adicionando mais qualidade, principalmente nos dribles e finalizações.

 

EVERTON

Anthony Gordon

 

Idade: 19 anos

Posição: Ponta, meia esquerdo, meia direito

Altura: 1,73m

Pé: Direito

 

A chegada de Carlo Ancelotti ao Everton representou a recuperação do time no campeonato inglês e também maiores oportunidades para os jogadores revelados pelos clubes. Enquanto Calvert-Lewin se firmou como parceiro de Richarlison no ataque e Holgate enfim conseguiu chances de mostrar seu futebol nos Toffees depois de tantos empréstimos, Anthony Gordon, uma das mais recentes promessas da base da equipe também chamou a atenção do técnico italiano e conseguiu ser titular em algumas oportunidades. O jovem inglês gosta de atuar principalmente aberto pelos lados, como ponta ou meia, tendo preferência por atuar com “o pé trocado”, ou seja, pela esquerda já que ele é destro. Gordon se destaca pela sua qualidade nos passes, além de ter uma boa visão de jogo que o permite distribuir e armar bem o jogo. O jogador do Everton também demonstra uma ótima capacidade para driblar, que aliada a sua velocidade e demais qualidades técnicas citadas anteriormente, aumentam qualidade de armação da equipe pelo lado que ele atuar. Gordon também consegue contribuir defensivamente, tendo boa leitura das jogadas para fazer desarmes. O meio campo foi o setor que o Everton mais investiu então Gordon terá mais concorrência na atual temporada, mas em contrapartida ele terá a oportunidade de se desenvolver ainda mais trabalhando com jogadores como Allan e James Rodriguez, enquanto tenta aproveitar as oportunidades que aparecerão ao longo da temporada.

 

FULHAM

Antonee Robinson

 

Idade: 23 anos

Posição: Lateral esquerdo

Altura: 1,83m

Pé: esquerdo

 

O Fulham aproveitou o rebaixamento do Wigan para tirar da equipe um dos seus jogadores mais promissores, Robinson demonstra ser um jogador de qualidade com a bola nos pés. O lateral norte-americano gosta de levar a bola até o ataque progredindo no campo com ela sob o seu domínio já que seu controle de bola e sua capacidade para driblar são muito bons e aliados à sua velocidade permitem que ele consiga vencer os adversários. Chegando ao campo de ataque ele é bom em realizar cruzamentos tanto rasteiros quanto pelo alto, o que pode ser uma arma interessante do time do técnico Scott Parker já que eles têm Mitrovic como referência no ataque. Defensivamente o novo lateral do Fulham também possui qualidades destacando-se principalmente pela sua leitura de jogo e habilidade para fazer interceptações. Robinson terá muita concorrência, pois além do titular Bryan, terá de brigar por uma chance com, o também recém-chegado Aina, mas no Wigan ele já deu claros sinais de que pode contribuir muito quando tem uma oportunidade.

 

LEEDS UNITED

Illan Meslier

 

Idade: 20 anos

Posição: Goleiro

Altura: 1.96m

Pé: Esquerdo

 

O Leeds está de volta à Premier League depois de 16 anos e apesar de Kiko Casilla ter sido o goleiro titular da equipe na maior parte da campanha que culminou não só no acesso à primeira divisão, mas também no título da Championship, na reta final Illan Meslier assumiu a meta da equipe e teve um bom desempenho. O arqueiro francês mostra ser um jogador capaz de jogar com os pés, o que é um aspecto importante para um goleiro do time de Bielsa, e também tem um ótimo reflexo e é muito no 1vs1. Além disso, Meslier também é ótimo nas disputas aéreas, até pela sua altura, tanto que ele venceu todos os duelos aéreos que teve na Championship. Com Meslier a equipe do Leeds tem um goleiro promissor, que se encaixa no estilo de jogo do seu técnico e que também passa segurança ao lidar com as situações defensivas do jogo, como enfrentar finalizações e sair do gol para disputar a bola pelo alto.

 

LEICESTER

Luke Thomas

 

Idade: 19 anos

Posição: Lateral esquerdo

Altura: 1,81m

Pé: Esquerdo

 

Um dos fatores determinantes para a queda de desempenho do Leicester na reta final da última Premier League foi a ausência da sua dupla de laterais titulares, que são peças importantíssimas para o jogo de Brendan Rodgers. James Justin não conseguiu chegar perto de apresentar o desempenho de Ricardo Pereira na direita, enquanto Albrighton apresentou dificuldades na esquerda, até por ser um ponta que estava improvisado. Mas nas últimas rodadas o técnico norte-irlandês resolveu lançar o jovem Luke Thomas na vaga de Chilwell e o inglês conseguiu causar uma boa impressão. Revelado no próprio Leicester, Luke Thomas mostrou boa qualidade com a bola nos pés, principalmente no quesito cruzamentos, tanto pelo alto como rasteiros, criando boas oportunidades para a equipe de Rodgers, numa reta final de campeonato onde o time estava carecendo de criatividade, o lateral entregou profundidade ao lado esquerdo dos Foxes tornando-se uma ótima opção para a equipe tentar algo no ataque. O jovem inglês também aparenta boa leitura de jogo para fazer interceptações e cortes. Claro que foram poucos minutos no time principal e ele ainda precisa se desenvolver em todos aspectos do jogo, desde o técnico ao físico, mas nele Rodgers tem uma opção interessantes para ir lapidando, enquanto vai disponibilizando ao garoto mais tempo de jogo ao longo dessa temporada, e quem sabe os torcedores do Leicester não vejam mais um grande lateral esquerdo surgindo na equipe nas próximas temporadas.

 

LIVERPOOL

Curtis Jones

 

Idade: 19 anos

Posição: Meia central, meia atacante

Altura: 1,85m

Pé: Direito

 

Nas primeiras temporadas de Klopp no Liverpool, pouquíssimos jogadores da base conseguiram algum espaço no time, sendo Arnold o único que conseguiu definitivamente se firmar e permanecer nos Reds. Entretanto, na última temporada uma maior quantidade de jogadores da base passaram a ganhar mais chances com o técnico alemão, como foi o caso do meia Curtis Jones. O inglês de 19 anos começou a aparecer com mais frequências nos jogos das copas, onde Klopp costuma utilizar reservas e jogadores da base, marcando inclusive um belo gol num clássico contra o Everton na FA Cup para classificar o Liverpool, mas também começou a entrar nos jogos da reta final da Premier League, também conseguindo marcar o seu primeiro gol da competição.

Jones é um meia que consegue atuar tanto pelo centro do campo quanto pelos lados, apesar de destacar-se mais pela faixa central. Quando joga como interior Jones gosta de recuar para contribuir no início da construção das jogadas, até pela sua boa qualidade no passe. O meia também tem um bom controle de bola o que permite a ele conseguir trabalhar em espaços curtos, quando está bem marcado, ao mesmo tempo em que ele consegue distribuir rapidamente o passe, enquanto já se move para se tornar novamente uma opção, mostrando ter um ótimo perfil associativo, facilitando a progressão das jogadas. Sua boa leitura de jogo o permite se posicionar bem para estar apto para receber o passe. Klopp tem várias opções para o meio de campo, então não será fácil para o camisa 17 dos Reds conseguir muitos minutos nessa temporada, mas ele têm as qualidades necessárias para se encaixar na equipe e com alguns jogadores da posição já tendo na faixa dos 29 anos o jovem scouser tem potencial para ser peça importante na renovação desse setor da equipe.

 

MANCHESTER CITY

Ferran Torres

Idade: 20 anos

Posição: Ponta, meia direito, meia esquerdo

Altura: 1,84m

Pé: Direito

 

Aproveitando a crise que se instaurou no Valencia na última temporada, que está causando um verdadeiro desmanche no time espanhol, com os jogadores saindo a preços baixíssimos, o Manchester City conseguiu trazer uma das promessas espanholas da atualidade. O fato de Torres estar no seu último ano de contrato também facilitou o negócio acontecer por um valor abaixo do normal, agora Guardiola conta com uma ótima reposição para a saída de Leroy Sané. Torres é um meia atacante/ponta destro que consegue atuar pelos dois lados do campo, possui uma ótima capacidade para driblar que ele sabe utilizar tanto para facilitar para ele realizar o passe para seus companheiros quanto para ele próprio ficar em boas condições de concluir a jogada. O espanhol tem uma boa leitura e visão de jogo que aliadas a sua qualidade de passe, tanto curtos quanto longos tornam-no um jogador muito qualificado para criar chances de gols para sua equipe, foram 9 grandes chances criadas e 5 assistências no último campeonato espanhol. Guardiola agora conta com uma joia nas mãos para lapidar, com Torres os Citizens ganham um ótimo acréscimo de qualidade ao setor ofensivo do time.

 

MANCHESTER UNITED

Mason Greenwood

 

Idade: 18 anos

Posição: Ponta direito, centro avante

Altura: 1,81m

Pé: Ambidestro

 

O Manchester United sempre foi um clube que dá muito espaço para jogadores da sua categoria de base e o último jogador a despontar no clube é o ponta Greenwood. O jovem ponta recebeu oportunidades de Solskjaer desde o começo da temporada e aproveitou-as bem, na primeira metade da temporada se destacando mais na Europa League, onde terminou com 5 gols e 2 assistências e na segunda parte da temporada ajudando muito o clube na recuperação na Premier League, completando o poderoso quarteto de ataque com Rashford, Martial e Bruno Fernandes. Greenwood terminou o último campeonato com 10 gols e uma assistência ficando atrás apenas de Martial e Rashford na artilharia do time na liga.

O inglês tem uma facilidade tremenda para bater na bola tanto com o pé esquerdo quanto com o direito o que facilita no momento de concluir as jogadas, ele tem muita técnica na finalização, mesmo sendo tão jovem, tanto que errou apenas 12 das 39 finalizações realizadas na última Premier League. Greenwood não é um jogador de driblar com frequência, mas quando o faz costuma ir bem, tendo terminado a liga com um aproveitamento de 66%, conseguindo realizar 10 dos 15 dribles que tentou. Suas ótimas movimentação e finalização o tornam um atacante muito letal e após fazer uma ótima temporada e com tantos companheiros de qualidade ao redor o camisa 11 tem tudo para conseguir se destacar nessa temporada também.

 

NEWCASTLE UNITED

Matthew Longstaff

 

Idade: 20 anos

Posição: Meia central, volante

Altura: 1,71m

Pé: Destro

 

Seguindo os passos do seu irmão mais velho, Sean Longstaff, Matthew, que também é meia, iniciou sua caminhada no futebol no Newcastle e sua estreia no time principal aconteceu na temporada passada. Sua estreia na Premier League não poderia ter sido melhor, Longstaff marcou o gol da vitória contra o Manchester United num St James’ Park lotado. Foram 15 jogos na sua primeira temporada pelo time principal. O meia inglês mostrou ser um jogador capaz de distribuir bem o jogo, mostrando ter uma boa visão de jogo e terminando a Premier League com uma eficiência de 80% nos passes(foi a melhor porcentagem dentre os meias centrais da equipe no campeonato), realizando 22.8 por partida em média, além de se mostrar eficiente também nos lançamentos e nas bolas longas, registrando um aproveitamento de 45% por partida nesses tipos de passes.

Entretanto, o camisa 43 dos Magpies mostrou um pouco de falta de concentração, abandonando sua posição em alguns momentos dos jogos, o que pode acabar prejudicando uma equipe mais defensiva focada em fechar as linha e manter uma formação compacta esperando o adversário, como é o caso do Newcastle. Seus números defensivos também mostram que ele precisa aprimorar seu desempenho nesses quesitos. Mas para uma primeira temporada numa liga de elite Longstaff, no geral, deu boas mostras de que pode ser um bom jogador e ajudar o Newcastle a fazer um bom campeonato. Nessa temporada ele terá que seguir lutando por mais minutos em campo porque Steve Bruce possui muitas opções para o setor, mas com Matthew Longstaff ele pode ter em campo um jogador capaz de facilitar a equipe a progredir em direção ao ataque, adicionando mais qualidade na distribuição de jogo.

 

SHEFFIELD UNITED

Aaron Ramsdale

 

Idade: 22 anos

Posição: Goleiro

Altura: 1,91m

Pé: Direito

 

Após dois anos com Dean Henderson sendo o responsável por proteger a meta do Sheffield, sendo inclusive um dos melhores goleiros da última temporada, os Blades não conseguiram renovar o empréstimo do inglês com o Manchester United. No entanto, para o seu lugar Chris Wilder conseguiu buscar outro goleiro promissor. Ramsdale, compatriota de Henderson, conseguiu fazer uma boa temporada e se destacar, mesmo com a campanha desastrosa que fez o Bournemouth. A fragilidade defensiva da equipe de Eddi Howe fez com que o arqueiro tivesse que trabalhar bastante nos jogos, tanto que ele foi o terceiro goleiro que mais fez defesa no campeonato (129) e suas defesas foram importantes para que a equipe ainda conseguisse sair de campo sem sofrer gols em cinco oportunidades. Ramsdale é um goleiro bem ágil, muito bom no 1vs1, tendo uma boa saída do gol, tanto em lances onde encara o adversário na tentativa de evitar a finalização, quanto nas saídas pelo alto para cortar cruzamentos. O inglês não teve um aproveitamento tão bom nos passes no campeonato passado, terminando com um aproveitamento de 52%, mas foi uma eficiência bem maior do que a de Henderson, mesmo com Bournemouth e Sheffield tendo um média de posse de bola parecida, o que demonstra uma maior facilidade de Ramsdale em comparação com Henderson de trabalhar com a bola nos pés.

 

 

Com Ramsdale o Sheffield repõem a saída de Henderson com um goleiro de qualidade, promissor e que já mostrou na última temporada estar pronto para os desafios da Premier League. Uma curiosidade interessante é que Ramsdale foi contrato pelo Bournemouth em 2017 vindo do próprio Sheffield United, ou seja, ele é cria dos Blades. De volta a casa após impressionar na sua primeira Premier League o arqueiro inglês tem tudo para fazer os torcedores do Sheffield esquecerem de Henderson.

 

SOUTHAMPTON

Michael Obafemi

Michael Obafemi – Profile | The Transfer Tavern

 

Idade: 20 anos

Posição: Centro avante

Altura: 1,70m

Pé: Direito

 

A diretoria do Southampton acertou em cheio na temporada passada ao contratar em definitivo Danny Ings. O atacante inglês foi o melhor jogador da equipe na Premier League e um dos melhores atacantes do torceio, brigando até o final pela chuteira de ouro. Mas o técnico Ralf Hassenhüttl não conseguiu encontrar um parceiro que tivesse um desempenho ao menos próximo do que teve Ings. Che Adams, que também chegou na temporada passada, não correspondeu ao valor investido e Shane Long já com 32 anos não conseguiu contribuir tanto os desmarques em velocidade quanto com a movimentação, aspectos característicos do seu jogo. Com isso o técnico austríaco deu muito tempo de jogo para Michael Obafemi que teve um bom desempenho no geral. Apesar de ser centro avante e ser forte fisicamente, Obafemi se destaca mais pelo jogo no chão do que pelo jogo aéreo, até pela sua estatura. O irlandês tem um bom controle de bola e drible que o ajuda a vencer as defesas adversárias e progredir em direção ao gol. Ele também é ótimo em participar da construção das jogadas e da criação das chances de gols do Southampton, através da sua movimentação, qualidade no passe e visão de jogo. Tanto que ele foi o terceiro jogador dos Saints com mais passes decisivos por 90 minutos na última Premier League (1.32). Com Obafemi o técnico Hasenhüttl tem uma opção de jogador capaz de contribuir de várias formas com os ataques da equipe, além de diretamente com os gols, e ele pode colaborar muito para que os Saints façam uma boa Premier League.

 

TOTTENHAM HOTSPUR

Ryan Sessegnon

Idade: 20 anos

Posição: Ponta esquerdo, lateral esquerdo, ponta direito

Altura: 1,78m

Pé: Esquerdo

 

Sessegnon chegou nos Spurs na temporada passada, mas o inglês não teve um bom início, primeiro por não conseguir impressionar Pochettino, depois Mourinho, a ponto de se firmar no time titular,  e segundo, que acabou influenciando na primeira questão, por sofrer com problemas físicos que o impediram de estar disponível por boa parte da temporada. Mas agora estando recuperado e fazendo a pré-temporada com o restante da equipe Sessegnon poderá mostrar para Mourinho que ele pode ser importante para a equipe e buscar ter mais tempo de jogo, até por conta do time disputar várias competições ao longo da temporada. Sessegnon subiu para os profissionais como lateral esquerdo, mas suas qualidades ofensivas logo o fizeram ser deslocado para setores mais avançados do campo. O inglês tem uma ótima leitura de jogo que o permite se posicionar muito bem para estar apto para receber a bola. Seu drible e velocidade são suas principais qualidades com a bola no pé, que o tornam um jogador muito bom para vencer adversários no 1vs1 e assim criar jogadas que possam terminar em uma assistência ou em um gol dele próprio, já que ele também demonstra muita técnica nesses dois quesitos. As duas primeiras temporadas de Sessegnon na Premier League foram muito complicadas, mas ele tem apenas 20 anos e num Tottenham em menos crises do que o da temporada passada, jogando ao lado de ótimos jogadores e sendo treinado por Mourinho ele tem tudo para conseguir desenvolver todas essas qualidades que ele têm. E agora Sessegnon terá como companheiro de equipe Bale, que foi um jogador que fez um processo igual ao seu, passando da lateral esquerda para o setor de ataque, quem sabe o galês não possa contribuir com o desenvolvimento do jovem inglês.

 

WEST BROMWICH ALBION

Grady Diangana

 

Idade: 22 anos

Posição: Ponta esquerdo, ponta direito, meia atacante

Altura: 1,80m

Pé: Esquerdo

 

Grady Diangana jogou a última Championship pelo West Brom emprestado pelo West Ham. O ponta inglês foi muito importante na campanha que culminou no retorno dos Baggies à Premier League, marcando 6 gols e realizando 8 assistências. Além de ser um ótimo finalizador e também se destacar nos passes, sendo capaz de criar boas chances para os companheiros, o camisa 11 também é ótimo nos dribles, levando muito perigo ao lado direito das defesas adversárias, sendo ótimo no 1vs1. Diferentemente do cenário da Championship, onde o time do West Brom, por ser uma das melhores equipes do campeonato, era o time que tomava a iniciativa da maioria partidas, na Premier League o técnico Slaven Bilic terá que adotar uma postura mais defensiva e reativa, pois encontrará adversários muito complicados na maioria dos jogos. Então, a velocidade, capacidade de driblar e de finalizar de Diangana serão muito importantes para ajudar o time a puxar os contra ataques e para garantir o máximo de pontos possíveis, pois as chances durante os jogos serão bem mais escassas.

 

WEST HAM UNITED

Declan Rice

 

Idade: 21 anos

Posição: Volante, zagueiro

Altura: 1,86m

Pé: Direito

 

Assim que subiu para o time principal do West Ham Declan Rice rapidamente conquistou seu espaço na equipe, já na sua primeira temporada, em 17/18, foram 26 jogos de Premier League. E as últimas duas temporadas foram de afirmação para o meia inglês que se tornou um dos pilares da equipe e um dos melhores volantes da liga. Se os Hammers não conseguiram emplacar o protagonismo que a diretoria planejou, ao investir forte em contratações e no novo estádio, ao menos Rice foi um ponto positivo do time, com ele sendo um dos poucos jogadores que manteve uma regularidade e um nível muito bom de desempenho nas últimas duas temporadas. O inglês é um jogador muito completo, defensivamente se destaca nos mais diversos aspectos: leitura de jogo para realizar desarmes, interceptações e cortes e ótimo posicionamento; aspectos que o fazem até jogar algumas vezes na zaga do time londrino. Rice também tem boa qualidade no passe tanto curtos quanto longos, que ajuda a equipe a progredir em direção ao ataque, e também tem uma boa chegada ao ataque, onde ele tenta concluir as jogadas. É difícil prever como será essa temporada do West Ham, mas uma boa campanha do clube londrino certamente passa pelo futebol de Rice, e os Hammers tem que aproveitar, pois será difícil manter o meia no time por muito mais tempo.

 

WOLVERHAMPTON WANDERERS

Pedro Neto

 

Idade: 20 anos

Posição: Ponta direito, ponta esquerdo

Altura: 1,72m

Pé: Esquerdo

 

Pedro Neto é um dos integrantes da legião de portugueses do Wolverhampton de Nuno Espirito Santo, ele é um mais jovens deles, mas já vem se destacando desde que chegou ao clube, aproveitando as oportunidades que vem ganhando, foram 10 participações em gols na última temporada. Ele é um atacante destro, mas que consegue jogar nos dois lados do ataque, e também pelo centro. O camisa 7 dos Wolves destaca-se principalmente no drible, na finalização de fora da área, nos passes e bolas paradas. Seu controle de bola, capacidade de conduzi-la, movimento e velocidade que o capacitam a ser um driblador tão proeminente. O atacante português também tem muito talento na finalização, tanto de dentro quanto de fora da área, na última Premier League foram 12 chutes, 6 no alvo e 3 que terminaram em gol. Ele também tem qualidade no passe, demonstrando boa visão de jogo; no último campeonato inglês ele teve um ótimo aproveitamento nos passes no campo adversário, acertando 71% dos passes que tentou. Pedro Neto terá que lutar para ter muitos minutos, por conta da quantidade e qualidade dos seus companheiros de ataque, como Traoré e Podence, mas ele já mostrou ter talento para poder ajudar a equipe de Nuno Espírito Santo quando tiver oportunidades.

 

 

Avatar
Postado por Wallas Vieira Técnico em Edificações, cursando Administração. Torcedor de Flamengo e Liverpool. Fã da intensa Premier League e do tático campeonato italiano. Gosta de táticas, crônicas e número sobre o futebol.