Jorge Jesus já é o maior treinador do Flamengo no século?
30 de outubro de 2019
Categoria: 4-3-3

Jorge já é o número um do século? (Foto por Miguel Schincariol/Getty Images)

Jorge Jesus trouxe ao Flamengo uma autoestima que os flamenguistas viam distante há muito tempo. Um time que joga um futebol moderno, bem estruturado e que acima de tudo, ganha jogos jogando bem. Líder absoluto do Campeonato Brasileiro, finalista da Libertadores e com perspectiva de grandes contratações para 2020, o rubro-negro vive sua melhor fase no século.

Jesus chegou à gávea após Abel Braga sofrer com as críticas pelo seu time jogar um futebol abaixo da média, mesmo com os altos investimentos feitos  para essa temporada. O time treinado pelo Mister rapidamente entrou nos eixos, subindo o aproveitamento que era de 67% com Abel para 83%. Além de possuir a melhor média de gols da história do Brasileiro na era dos pontos corridos – o Flamengo do português faz 2,3 em média por jogo.

Porém, um número que chama bastante a atenção quando se analisa o Mengão de Jesus, é o que mostra a supremacia deste Flamengo para todos os outros no século. Jorge Jesus já é o técnico que por mais rodadas liderou o Campeonato Brasileiro com o Flamengo na era dos pontos corridos.

Andrade, antigo detentor da marca e campeão nacional, ficou dez jogos na primeira posição da competição em 2009, enquanto o grisalho da terrinha atingiu no último domingo, contra o CSA, a marca de 13 rodadas. Caio Junior, em 2008, também liderou o campeonato por 10 partidas.

Um questionamento que surge é se o técnico, que não tem seis meses de Brasil, já se coloca como postulante ao cargo de maior treinador do mais querido no século. Se olharmos para os concorrentes, em termos de disputa de títulos, Andrade com o Brasileiro de 2009 , Ney Franco, com a Copa do Brasil de 2006 e Jayme de Almeida com a de 2013 são os concorrentes diretos. O problema é que dois destes (Andrade e Jayme) sequer eram técnicos oficiais no início de seus trabalhos. E Jorge pode vencer a Libertadores após 38 anos.

Em aproveitamento, Jesus é o melhor com esse número de jogos ou mais. Mas esse não é um medidor confiável, já que são apenas 25 jogos.

Jorge pode conquistar duas taças nas próximas semanas. Bastará para chegar ao topo? (Foto por Buda Mendes/Getty Images)

Claro que, imaginar Jesus como o maior é um exercício de futurologia dos mais torpes. Porém, é inegável o valor desta mudança de rumo que o time carioca sofreu com a chegada de Jesus. Jogadores como Filipe Luís, Rafinha e Gabigol sempre destacam o fator tático e responsável do treinador.

Filipe Luís: “Jorge Jesus é um espetáculo, a cada dia uma coisa nova, aprendemos muito. Trabalhei com Simeone, Tite, Mourinho, Dunga… poderia escrever um livro. Taticamente ele é muito claro, explica muito bem, sabe ensinar, passar as informações e tem o DNA do Flamengo”.

Rafinha “Nosso time está jogando muito bem, mas é o resultado de um trabalho. Temos que creditar esse sucesso dentro de campo ao nosso treinador. O Mister está fazendo um trabalho extraordinário com a gente, é um treinador que me surpreendeu muito. Ele está sabendo explicar direitinho, deixando tudo mastigado e mais fácil para nós. Nosso time está mais solto em campo”.

Se é o maior ou não, só o futuro irá dizer, ou melhor, o próximo mês deve nos dar a resposta.

 

Postado por Igor Varejano 19 anos. Estudante de Jornalismo. Do interior de São Paulo, morando em Minas. Vivo em ódio por amar o Palmeiras e o Liverpool. Futebol é o que move a humanidade. Bom, pelo menos a minha. twitter.com/varejanoiu