Entrevista – Guilherme Baldacini – CMO do Appito
19 de janeiro de 2021
Categoria: 4-3-3 e Entrevistas e Futebol

 

Aplicativo para celulares onde você marca peladas com amigos, o Appito também possibilita encontrar peladas próximas a você e passar a jogar com pessoas até então desconhecidas, além de ter uma evolução de seu perfil tal qual um jogador de FIFA. Atualmente, a empresa também cria conteúdo na internet, principalmente em seu canal do YouTube, que já conta com mais de 24 mil inscritos. E o CMO dessa startup que vem crescendo cada dia mais, Guilherme Baldacini, conversou com o Blog 4-3-3 e contou sobre vários assuntos.

Para começar, Guilherme nos contou sobre o início de sua carreira dentro do marketing esportivo:

“Sempre foi um sonho trabalhar com marketing esportivo, mas via um mercado muito fechado. Ter um negócio próprio seria o jeito, e durante o TCC surgiu a ideia do aplicativo, todo o processo de criação e o desenho do projeto. Porém, praticamente ao mesmo tempo, surgiu o ‘Apitador’ (antigo nome do Appito), com uma ideia extremamente parecida.”

 

Na mesma época, teve a oportunidade de conhecer o CEO do aplicativo e a partir disso entrou para trabalhar no Apitador, que na época tinha uma equipe bastante reduzida, e como em toda empresa pequena, no início todo mundo tinha múltiplas funções.

Mas desde sempre ele teve como área de atuação o marketing, com a ideia de estruturar a marca. Com o rebranding do aplicativo, se tornando o Appito, as coisas foram crescendo e atualmente nosso entrevistado possui o cargo de CMO (Chief Marketing Officer, que traduzindo para o português é praticamente um Diretor de Marketing).

A ideia do aplicativo sempre foi criar uma comunidade forte online entre os participantes e quadras e a partir da força dessa comunidade, conseguir monetizar para que o aplicativo se tornasse viável comercialmente. Pensaram em vários produtos “acoplados” ao app e colocaram alguns em prática, como o Appito Manager, produto que era vendido para as quadras cadastradas no aplicativo para que fosse facilitado o uso.

A partir deste produto, enxergaram a possibilidade de ter uma quadra própria, principalmente por terem notado que o mercado de quadras era muito carente de inovação. E disso surgiu a Appito Arena, local próprio que possui duas quadras society, bar, churrasqueiras, entre outras atrações, numa estrutura moderna localizada na zona oeste da capital paulista.

“A operação de ter a quadra própria é bastante trabalhosa, mas se mostrou viável comercialmente. Já existe o projeto de abrir mais quadras, no mesmo modelo, e futuramente ter uma rede de ‘Appitos Arenas’ ao redor do país. A pandemia acabou atrapalhando bastante no ano de 2020, mas o projeto segue em pé. Ao mesmo tempo, porém, a ideia principal é continuar o foco em fortalecer a comunidade dentro do aplicativo e manter a marca cada vez mais conhecida e forte.”

A Appito A

Visão aérea da Appito Arena, localizada na Vila Leopoldina/SP (Foto: Site oficial do Appito)

Uma outra área em que o Appito mostra sua força é nos vídeos, principalmente em seu canal próprio do YouTube, que conta com mais de 24 mil inscritos. A parceria com YouTubers que criam conteúdo sobre futebol – conteúdos informativos, desafios, etc, sempre foi um ponto forte da marca, que no início criava conteúdos principalmente para contar a história do aplicativo, mostrar o funcionamento e como cada um pode evoluir seu “personagem” dentro do app.

“Eu acredito muito na produção de conteúdo, e sempre trabalhamos com criadores de conteúdo, firmamos boas parcerias. Como sempre trabalhamos com isso, maturamos a ideia de criar o nosso próprio conteúdo, pois como marca são raras aquelas que conseguem se conectar com o consumidor sem uma imagem por trás. A marca precisa dialogar, criar uma narrativa e ter um canal de conversa, para dar uma personalidade para a marca. A ideia do ‘Dividida’ também foi nessa linha, atrair um público mais velho e falar sobre o que o torcedor fala, ter a velha ‘conversa de bar’, e foi um case que deu muito certo, ajudou bastante nessa construção.”

 

Ainda sobre o Appito, Guilherme falou sobre as parcerias que o aplicativo conquistou com o passar do tempo – e vem conquistando ainda mais. Para ele, a narrativa que é criada, a história contada sobre seu produto/serviço é o que faz toda a diferença. “No início, tínhamos poucos números para apresentar, mas sempre tivemos uma conversa, uma história que fazia sentido para que as empresas acreditassem que aquilo que viríamos a oferecer no futuro seria interessante para acreditarem e nos apoiarem. O nicho específico em que escolhemos atuar também auxiliou a buscar marcas que fizessem sentido com a nossa área.” Com uma parceria com a Adidas que já dura mais de três anos – basicamente desde a mudança de nome para Appito, também fortaleceram a marca participando de eventos, como a Tango League, campeonato de futebol amador patrocinado pela Adidas, e a Brasil Futebol Expo, evento da CBF onde o Appito teve uma quadra para utilizar da maneira que quisessem – organizaram amistosos entre influencers, fizeram ativações, entre outros.

Outra vertente em que o nosso entrevistado vem atuando é exatamente na produção de entrevistas. Em 2020 passou a assinar uma coluna no site MKT Esportivo, onde realiza entrevistas com nomes importantes para o marketing esportivo, em palavras dele “nomes que conseguem realizar bons trabalhos na união de tecnologia, inovação e esporte.” Até o momento realizou entrevistas com Fred do Desimpedidos, Dezao do FutParódias, entre outros nomes que realizam trabalhos interessantes dentro de suas áreas.

“Sempre quis produzir esse tipo de conteúdo, é um gosto pessoal que tenho de conversar e saber ideias de pessoas do mercado. A ideia é produzir e mostrar ao público coisas diferentes das que já existem, uma visão de negócio aliado ao esporte, tecnologia e inovação na área em que trabalhamos. Torço e trabalho muito em prol do crescimento das sportechs, no momento em que isso ocorre, é benéfico para todos que estão inseridos neste mundo.”

 

São essas as ideias de um entusiasta da produção de conteúdo, da junção de tecnologia, marketing, inovação e esporte, que apresenta uma maturidade bastante grande com relação a área onde atua e que vem fazendo um ótimo trabalho a frente de uma Startup de muito sucesso na área do futebol.

Postado por Leonardo Tudela Del Mastre Natural de Sorocaba-SP, amante do futebol do interior paulista e torcedor de São Bento e Corinthians. Além do amor pelo interior, viciado no futebol como um todo. Formado em Processos Gerenciais pelo IFRS.