Enquanto Neymar se decide, Mbappé quer mais
22 de outubro de 2019
Categoria: 4-3-3 e Futebol e Internacional

 

Em um contexto onde o PSG busca seu espaço no panteão dos grandes da Europa, a lista de jogadores que o time buscou para tentar buscar o tão sonhado título da Champions League tem Ibrahimovic, Cavani, Neymar como apostas milionárias e de impacto, no âmbito das promessas jovens teve Lucas Moura, Krychowiak, Lo Celso… Mas parece que o jogador que vai assumir essa postura é exatamente uma mistura, um meio do caminho, entre as duas coisas.

Mbappé. 20 anos. Uma Copa do Mundo sendo protagonista. Dois franceses na linha de frente. Disputou a chuteira de ouro com Lionel Messi na temporada passada. 180 milhões de euros. É um fenômeno indiscutível.

Mas a UCL não veio. Pelo menos ainda. No dia em que esse texto foi escrito, o francês fez três em um jogo de Champions, vindo do banco. Enquanto Neymar, lesionado, não consegue mostrar a liderança tão esperada, Mbappé segue quebrando recordes e encantando o mundo.

Leia também: Quase um ano lesionado desde que chegou ao PSG: o que acontece com Neymar?

O ARTILHEIRO

São 66 gols em 95 jogos pelo PSG, números extremamente impressionantes para um garoto de 20 pra 21 anos.

Além dos números gerais, se for analisado por temporada, o craque demonstra uma evolução bem interessante em suas estatísticas. Como já dito no texto, na temporada passada ele disputou a chuteira de ouro com o fora de série Lionel Messi. Conseguiu fazer 33 gols em 29 jogos na Ligue 1, além de mais seis gols em outras competições, totalizando 39 gols em uma temporada – 18 gols a mais que em 17/18. Já nesta temporada, são seis gols em oito jogos.

O “PLAYMAKER”

‘Playmaker’  é um termo herdado dos esportes americanos e serve para identificar o atleta que faz o time jogar, que no campo de ataque, consegue organizar o jogo para si e para os companheiros de ataque. Definitivamente, Kylian, entre suas grandes habilidades, tem a finalização, velocidade e a facilidade em driblar em espaço curto como destaques maiores. Porém, seu passe curto e cruzamento também precisam ser destacados. Esses talentos justamente se comprovam quando se olha para os números de assistências do craque. Nesta temporada já são quatro em oito jogos, na temporada passada, 17 em 43 jogos.

Kylian Mbappé é um criador nato.

O PSG segue com 100% de aproveitamento na Champions. E enquanto o grande craque do time decide se quer ficar ou sair, Kylian cresce jogo após jogo e parece se colocar como o verdadeiro grande craque do esquadrão parisiense.

Será?

Postado por Igor Varejano 19 anos. Estudante de Jornalismo. Do interior de São Paulo, morando em Minas. Vivo em ódio por amar o Palmeiras e o Liverpool. Futebol é o que move a humanidade. Bom, pelo menos a minha. twitter.com/varejanoiu