4-3-3 INDICA – Uma lista semanal com o melhor do conteúdo futebolístico
27 de abril de 2018
Categoria: 4-3-3 indica

Técnico fez história com a Roma.

Amamos futebol. Paralelo a isso, amamos conteúdos que abordem nosso amado esporte das mais diversas maneiras. Gostamos do que produzimos, mas nosso leitor merece sempre mais. A exemplo do que outros sites fazem, iremos trazer, semanalmente, uma série de dicas de leitura interessantes sobre o tema que tanto curtimos. Mergulhe nos links e faça bom uso. Tudo aqui vale a pena.

André Henning: A Pessoa Por Trás Da Voz

O pessoal do podcast Imigrantes da Bola bateu um papo com o narrador do Esporte Interativo sobre a rotina de um narrador de futebol.

Irmãos de Luvas

Em texto especial no UOL Esporte, Bruno Landgraf, ex-goleiro do São Paulo, escreve uma carta especial ao amigo Weverson, que faleceu em acidente de carro.

O amor e a violência na análise ao jogo

Luis Cristóvão escreve em seu blog sobre a exigência cada vez maior em cima das partidas de futebol. Queremos sempre mais.

JB Scalco: O Artesão do Entardecer

Leandro Iamin, no Puntero Izquierdo, traça o perfil de  João Baptista Scalco, fotógrafo durante a Copa do Mundo de 1982.

O quão longe os times do Brasileirão estão de igualar o Manchester City dos mil passes?

Tauan Ambrósio, no Goal.com, escreve sobre o abismo existente entre equipes do Brasil e o Manchester City de Pep Guardiola.

Como pensa Di Francesco, o homem que levou a Roma de volta às semifinais?

No GloboEsporte.com, Tébaro Schmidt disseca os pensamentos e ideias de Eusebio Luca Di Francesco, técnico da Roma.

Balanço tático da 2ª rodada do Campeonato Brasileiro

Rodrigo Coutinho analisa o comportamento táticas dos times na rodada do Brasileirão no Footure.

O Brasil foi hepta e ninguém viu

No UOL Esporte, as Dibradoras comentam a pouca cobertura e repercussão do sétimo título da Seleção Brasileira na Copa América de Futebol Feminino.

Arsenal, agora sem Wenger, está livre para pensar em um futuro melhor

Nick Hornby, do ESPN FC, escreveu sobre o que espera do Arsenal após a saída do histórico Arsène Wenger, que comandava o clube há mais de duas décadas.

Avatar
Postado por André Oliveira Estudante de História, torcedor são-paulino, clubista e corneteiro.