Uma (possível) ótima novidade para Pep Guardiola
17 de maio de 2019
Categoria: 4-3-3 e Futebol e Internacional

ANTONIO COTRIM/LUSA

Bruno Miguel Borges Fernandes, ou para os que acompanham futebol português e europeu, Bruno Fernandes (24), é natural de Maia, distrito de Porto, localizada a noroeste do território português.

Bruno teve a sua trajetória no futebol iniciada logo aos sete anos de idade na temporada 2002/03, quando integrava o clube do Infesta, localizado em São Mamede de Infesta, concelho de Matosinhos, a 7 e 14km respectivamente de sua cidade natal. Dois anos mais tarde, fora para o Boavista, atuar pelo Sub-15 da equipe.

Poucos dados se têm sobre o prodígio do Sporting em relação ao seu início no futebol durante as passagens pelas equipes de base dos dois clubes. Entretanto, o seu começo no futebol profissional só ocorreu no ano de 2012, após ser vendido por quarenta mil euros para o Novara, da Itália.

Pelo Novara, Bruno teve início na equipe sub-20 pelo clube piemontês, onde mais tarde, naquele mesmo ano, faria a sua estreia no profissional da equipe, tendo disputado ao todo 29 partidas e anotado sete tentos, sendo 23 partidas e quatro gols pela equipe principal. O camisa 32 foi quase sempre escalado de meia-atacante, devido à sua forte presença próxima à grande área adversária e os seus potentes chutes de longa distância. Tais atuações ajudaram a equipe a chegar aos playoffs de acesso à Primeira Divisão Italiana, sendo eliminado posteriormente durante as semis para o Empoli – equipe promovida naquele ano.

Após boa passagem pelos Gli Azzurri durante a Serie B Italiana, a Udinese aceitou pagar a quantia de 2.5 milhões de euros pelo atleta português para a disputa da Serie A um ano após a sua chegada à Itália.

Bruno até foi bem na Udinese, mas não muito mais do que isso.

Em sua primeira temporada pela equipe de Udine, Bruno Fernandes teve como companheiros de time alguns brasileiros como Danilo (zag.) ex-Atlético-PR, hoje atua pelo Bologna-ITA, Douglas Santos (lat.) hoje no Hamburgo da segunda divisão da Alemanha, Maicosuel (mei.) atualmente no Paraná, entre outros. Esta equipe foi responsável por levar os I Bianconeri às semifinais da Copa da Itália, um degrau abaixo do que havia ocorrido em 1922 quando a Udinese foi derrotada por 1 a 0 durante a final da competição, pela equipe do Vado.

Nas duas temporadas seguintes, 14/15 e 15/16, o português não foi capaz de levar a equipe a outro patamar em relação às disputas em território nacional, junto de seus companheiros, evitou a descida da Udinese para a Serie B, terminando na 16ª e 17ª (primeira fora da zona de rebaixamento) colocação respectivamente. Ao todo pela equipe de Udine, Bruno soma 95 jogos oficiais, 12 gols e oito assistências.

Podendo atuar em pelo menos 4 funções do meio-campo, como “inferior” (ou meia central), pelos dois lados do campo e principalmente como meia-armador/atacante, faz com que o português seja um coringa em campo a depender da situação. Especialmente nos últimos anos de Udinese, o atleta tinha o costume de cair bastante pelos lados de campo, sempre buscando o jogo e procurando opções de passe ou infiltrações para a grande área adversária.

Foi-se então para a quinta e última temporada na Itália, emprestado pela Udinese à Sampdoria, pelo montante de um milhão de euros, que mais tarde se tornaria uma compra definitiva no valor de seis milhões de euros. O agora camisa 10 continuava a melhorar as qualidades existentes, como as infiltrações que lhe possibilitassem pisar mais na área adversária, os dribles curtos em busca de desmarcações e/ou passes para o espaço buscando a velocidade de seus companheiros (Muriel, Di Natale, Quagliarela, etc). Pela Samp, Bruno Fernandes participou de 35 jogos, tendo feito cinco gols e dado duas assistências.

No início da pré-temporada europeia de 2017, o prodígio português teve a oportunidade de retornar ao seu país de origem, através do Sporting, cuja transferência custou ao clube português um total de 9.69 milhões de euros. Sua volta ao Campeonato Português dizia muitas coisas, mas principalmente a busca pela sua autoafirmação e uma vaga na seleção para a disputa da Copa do Mundo da Rússia.

Ambas foram conquistadas e hoje Bruno é nada menos que o português mais goleador da temporada e, não só por isso, é pretendido por Pep Guardiola e Manchester City, que estariam dispostos a desembolsar até 60 milhões de euros pelo jogador – cujo valor de mercado é de aproximadamente 35 milhões de euros, segundo o site especializado em valor de mercado de jogadores, Transfermakt.

Bruno Fernandes inflou seus números nesta temporada

Durante a sua primeira temporada pelo Sporting, ele participou de 56 partidas (seu maior número até então), anotou 11 gols e concedeu oito assistências – tendo marcado seus gols a cada 255min, com uma média de 0,3 gols por partida e 2,2 finalizações por jogo.

Com a provável ida de Leroy Sané ao Bayern de Munique, Pep Guardiola adicionaria qualidades tecnicamente diferentes ao seu elenco, porém, teria um jogador polivalente e principalmente, eficaz.

Sané atua principalmente pela faixa esquerda de ataque pelos Citizens, tal função poderia ser feita por Bruno, apesar de que o mesmo se sente mais confortável e adequado às suas características quando atua pela faixa central de ataque, numa função realizada hoje por David Silva, Kevin De Bruyne e Bernardo Silva – quando este não joga pela ponta direita.

Na temporada atual, que sequer chegou ao fim, Bruno Fernandes conta com 51 partidas, 32 gols e 13 assistências. Conseguiu dobrar a sua média de gols em relação a temporada passada, indo para 0,6 gols por partida, e diminuir o tempo de frequência de gols anotados, para 143min, além de finalizar mais, sendo 3,1 finalizações por jogo.

O Manchester City, que foi campeão da Premier League no último domingo pela quarta vez na sua história, tem um jogador e tanto para adicionar à equipe. Com suas características cada vez mais potencializadas e com os seus números demonstrando claramente isso, resta saber o tamanho da concorrência os citizens irão enfrentar e se estão dispostos a abrir mão de alguns jogadores para obter esse ex-prodígio.

Postado por Dênis Moreira Administrador, Atleticano e Mineiro. Apaixonado pelo Galo e por futebol nacional e internacional. Aqui eu busco escrever e analisar os jogos, clubes, jogadores e tudo relacionado ao esporte.