Para inglês ver #32 – Expulsão confusa, gol de goleiro do campo de defesa e time despejado do próprio estádio
10 de março de 2018
Categoria: Para inglês ver

Nyren Clunis, atacante do Dulwich Hamlet FC

Apesar de muitos jogos cancelados por conta do mau tempo no Reino Unido, ainda rolou muita coisa de interessante nas divisões inferiores da Inglaterra. Teve jogador sendo expulso por causa de confusão com o seu sobrenome, gol de goleiro cobrando uma falta do campo defesa no último minuto da partida, time sendo expulso de seu estádio e tendo seu nome registrado na mesma semana e muito mais. Confira!

MUITO FRIO

A última semana foi de muito frio e neve no Reino Unido e Irlanda. Um sistema metereológico vindo da Sibéria apelidado de ”Beast from the East” (A besta/fera do Leste), que se juntou à já existente tempestade Emma, abaixou as temperaturas e trouxe muita neve em toda a Europa. Isso afetou diretamente o futebol, que é o que nos interessa aqui no quadro. De todas as 161 partidas que estavam programadas para Inglaterra, Escócia, Irlanda, Irlanda do Norte e País de Gales no último sábado (3), somente 26 foram jogadas. A maioria dos jogos foi adiado pela neve no gramado (pois a maioria dos clubes não têm aquecimento subterrâneo e nem lonas para cobrir a grama) ou pelo gelo ao redor dos estádio, que tornava a partida perigosa para os torcedores.

Um dos jeitos de driblar todo esse transtorno é se antecipando. O Carlisle United, time da 4ª divisão inglesa que fica na região da Cumbria no noroeste da Inglaterra, uma das regiões mais frias do país, cobriu o seu gramado antes da nevasca chegar. No dia do jogo, torcedores voluntários trabalharam por 4 horas seguidas retirando toda a neve do gramado. E valeu a pena: venceram a sua partida contra o Grimsby Town por 2-0.

HAT-TRICK PARA A VITÓRIA

Metade dos jogos do último fim de semana pela 35ª rodada da Championship foram adiados. A partida entre os rivais Middlesbrough e Leeds que abriu a rodada na última sexta (2) foi uma das únicas que foram disputadas, mas parece que o time do Leeds achou que tava frio demais e que eles resolveram ficar em casa, pois só o Boro jogou. Com três gols do atacante Patrick Bamford aos 31, 36 e 68 minutos, o Middlesbrough venceu com autoridade os rivais pelo placar de 3-0.

Bamford alcançou a ótima marca de 7 gols nas últimas 4 partidas do Boro na Championship. O atacante é um dos responsáveis pela boa fase do time nessas últimas rodadas, que agora ocupa a 6ª colocação na tabela e é o primeiro time dentro da zona de classificação para os playoffs.

 

Os três gols de Bamford garantiram a vitória do Boro em cima do Leeds

OUTRO BAQUE

A torcida do Leeds que viajou até Middlesbrough numa fria noite de sexta-feira para ver seu time perder por 3-0 achava que nada poderia piorar a fase do time, mas eles estavam enganados. Na quarta-feira seguinte o Leeds recebeu o líder Wolverhampton pelo encerramento da 36ª rodada, e adivinha o que aconteceu? Sim, mais uma derrota por 3-0. E dessa vez o domínio do adversário foi ainda maior, pois as únicas estatísticas que o Leeds liderou ao final da partida foram em finalizações defendidas pelo seu goleiro, faltas cometidas e cartões amarelos. O placar foi aberto aos 28 minutos da primeira etapa quando, em jogada de escanteio, o volante marroquino Romain Saïss do Wolverhampton apareceu livre dentro da pequena área e não teve dificuldade nenhuma para cabecear a bola para o fundo da rede. Pouco tempo depois o atacante brasileiro Léo Bonatini perdeu uma grande chance de ampliar a vantagem do Wolverhampton no placar mas parou no goleiro Peacock-Farrell do Leeds. Com essa partida, Bonatini completou o seu 16º jogo consecutivo sem marcar nenhum gol com a camisa dos Wolves. Pouco antes do intervalo, aos 45 minutos do primeiro tempo novamente em jogada de escanteio, o zagueiro Danny Bath acertou de cabeça a bola no travessão e no rebote o também zagueiro Willy Boly completou de cabeça para aumentar para 2 gols a vantagem dos Wolves no placar.

No segundo tempo o Wolverhampton continuou pressionando, e aos 16 minutos o português Diogo Jota acertou um chutaço no travessão que quase resultou em um golaço. Aos 29 minutos, o atacante Benik Afobe fechou o placar em 3-0 com um gol de cobertura com assistência de Diogo Jota. Esse foi o primeiro gol de Afobe desde que voltou para os Wolves na última janela de transferências em fevereiro.

A vitória foi importante para o Wolverhampton, que não vencia já havia 3 jogos, pois manteve a sua distância para o vice-líder Cardiff City em 6 pontos. Já o Leeds só tem 1 vitória nos últimos 17 jogos na Championship e caiu para a 13ª colocação, ou seja, está na parte de baixo da tabela de classificação. Algo muito frustrante para um time que brigava na parte de cima da tabela no começo do campeonato.

Time do Wolverhampton comemora a vitória fora de casa em cima do Leeds

DEFESAÇA NO ÚLTIMO MINUTO

No último sábado (3), Derby County e Fulham se enfrentaram no Pride Park Stadium, casa do Derby, em confronto direto pela 35ª rodada da Championship. Com ambas as equipes brigando diretamente por uma vaga nos playoffs, a partida começou intensa. Ryan Sessegnon quase marcou pro Fulham logo aos 4 minutos e Andreas Weimann marcou para o Derby no minuto seguinte, porém estava impedido e o gol foi anulado. Aos 10 minutos, o sérvio Aleksandar Mitrović abriu o placar para o Fulham. Esse que foi o seu 3º gol em 3 jogos com a camisa do clube, desde que chegou por empréstimo do Newcastle. Ainda na primeira etapa, aos 22 minutos, o jovem Ryan Sessegnon, de apenas 17 anos, aumentou a vantagem do Fulham ao aproveitar uma bela assistência de letra de Stefan Johansen. Sessegnon chegou ao seu 14º gol nessa Championship e é o artilheiro do time na temporada.

Já no segundo tempo, aos 23 minutos, o volante Tom Huddlestone descontou para o Derby. O time da casa então foi pra cima em busca do gol de empate, até que aos 49 minutos do segundo tempo, com todo mundo dentro da área para uma cobrança de escanteio (inclusive o goleiro Scott Carson), o zagueiro Richard Keogh recebeu e chutou forte para uma grande defesa do goleiro Marcus Bettinelli do Fulham, que garantiu a vitória por 2-1 (veja abaixo).

GRANDE VITÓRIA EM CASA

Como se não bastasse um difícil confronto direto fora de casa, na rodada seguinte o Fulham já teve outro. Dessa vez o time recebeu o Sheffield United no Craven Cottage e conseguiu mais uma importante vitória, dessa vez por 3-0. Foram dois gols do atacante Aleksandar Mitrović aos 31 e 44 do primeiro tempo e um do meia Tom Cairney aos 16 do segundo tempo. Cairney, que foi peça fundamental na temporada passada do Fulham, marcou somente seu 2º gol nessa edição da Championship. Já Aleksander Mitrović chegou ao seu 5º gol nos últimos 4 jogos pelo Fulham. Será que o clube de Londres irá comprá-lo do Newcastle em definitivo na próxima janela?

Com a vitória, o Fulham estendeu a sua impressionante sequência invicta para 14 partidas nessa Championship e salta para a 4ª colocação na tabela com 65 pontos, dentro da zona de classificação para os playoffs. Já o Sheffield United caiu para a 9ª posição, ficando a 3 pontos de distância da zona de classificação.

Aleksandar Mitrović vem sendo um dos destaques do Fulham nas últimas rodadas

LEI DO EX EM AÇÃO

Na última terça-feira tivemos um confronto de extremos na Championship. O Sunderland, lanterna do campeonato e que vem fazendo sua pior campanha em muitos anos, recebeu no Stadium of Light o Aston Villa, que vem em franca ascensão desde o começo do ano. E quem se deu muito bem foi o Aston Villa, que venceu fora de casa por 3-0. O primeiro gol da partida foi marcado pelo atacante Lewis Grabban aos 34 minutos do primeiro tempo. Grabban jogou boa parte dessa atual temporada pelo Sunderland por empréstimo do Bouremouth. Ele inclusive é o artilheiro do Sunderland na atual temporada com 12 gols, mesmo não jogando mais pela equipes desde dezembro. Pelo Villa, esse foi seu 3º gol em 5 partidas desde que chegou ao clube em fevereiro. Os outros gols foram marcados pelo zagueiro James Chester, aos 48 do primeiro tempo, e por Bryan Oviedo contra aos 21 da segunda etapa.

A derrota deixa o Sunderland em situação muito crítica, pois o clube fica na lanterna do campeonato com apenas 28 pontos, quatro a menos que o Barnsley, primeiro time fora da zona do rebaixamento, e tendo disputado um jogo a mais que seus adversários diretos. Já o Aston Villa segue na sua briga por uma vaga direta na próxima Premier League. O time está na 3ª colocação com 66 pontos, quatro a menos que o vice-líder Cardiff City, que junto com o Wolverhampton é o clube que está subindo de divisão sem precisar dos playoffs no momento.

Lewis Grabban, atacante do Aston Villa, marcando contra seu ex-clube

TROCA NO COMANDO TÉCNICO

Outro time tradicional que está brigando contra o rebaixamento é o Birmingham City. O time está no momento na 22ª colocação na tabela, dentro da zona do rebaixamaneto. O Birmingham vinha numa péssima sequência de 5 derrotas consecutivas na liga, que culminaram na demissão do técnico Steve Cotterill. Para o seu lugar foi contratado Gary Monk, ex-Swansea, Leeds e Middlesbrough.

Na sua estreia, porém, mais uma derrota. Foi dentro de casa contra o Middlesbrough, o último time treinado por Gary Monk antes de sua chegada ao Birmingham City.

Gary Monk, novo técnico do Birmingham, não começou bem no novo clube

CONFRONTO NO TOPO

Em grande jogo pela 36ª rodada da League One, a terceira divisão inglesa, o Blackburn Rovers recebeu o Wigan Athletic em um confronto direto no topo da tabela. Logo aos 6 minutos do primeiro tempo, o meia Bradley Dack do Blackburn conseguiu um belo passe em profundidade para o atacante Adam Armstrong que tocou para o fundo das redes na saída do goleiro do Wigan. Pouco depois, aos 17 minutos, o Blackburn aumentou a sua vantagem no placar quando Elliott Bennett aproveitou a segunda assistência de Bradley Dack na partida.

O Wigan descontou aos 18 minutos do segundo tempo quando Michael Jacobs finalizou e a bola desviou em Will Grigg, indo para o fundo da rede. Dez minutos depois, o meia Max Power do Wigan cobrou uma falta na lateral esquerda do gramado, que passou por todo mundo na grande área e foi parar dentro do gol sem desviar em ninguém.

A partida acabou empatada em 2-2, que mostrou ser um mau resultado para o Blackburn devido ao desenrolar do jogo. Ambas as equipes saíram reclamando muito da arbitragem, alegando uma falta não marcada no primeiro gol do Blackburn e negando a falta que originou o segundo gol do Wigan. A situação na tabela fica a seguinte: o Balckburn lidera o campeonato com 73 pontos conquistados em 36 partidas disputadas, enquanto o Wigan fica na 3ª colocação com 67 pontos, porém tendo disputado 4 jogos a menos. Na segunda colocação está o Shrewsbury Town com 68 pontos conquistados em 34 partidas.

O Wigan, de preto, foi buscar o empate fora de casa contra o Blackburn

DUELO PELA LIDERANÇA

Em partida atrasada da 27ª rodada, o Billericay Town recebeu o Dulwich Hamlet pela Isthmian Premier League, uma das ligas que compõem a 7ª divisão inglesa. Essa foi uma grande partida, pois colocou frente a frente líder (Billericay) e víde-líder (Hamlet) do campeonato. O Billericay, do milionário Glenn Tamplin, abriu o placar logo aos 9 minutos do primeiro tempo com um gol de cabeça do zagueiro Dean Inman após uma cobrança de lateral longa para dentro da área. O Dulwich Hamlet empatou a partida ainda no primeiro tempo com um gol de cabeça do atacante Dipo Akinyemi. O atacante havia assinado o seu contrato com o Hamlet no mesmo dia da partida, após rescindir com o Stevenage, da terceira divisão inglesa. Dipo Akinyem também marcou o gol da virada aos 38 do segundo tempo. Ainda havia tempo para mais um, quando Nyren Clunis fez bela jogada individual passando por 2 zagueiros e pelo goleiro para marcar o terceiro gol do Dulwich Hamlet na partida já nos acréscimos.

A vitória foi muito importante para o Dulwich Hamlet, que não vencia já faziam 6 paritdas no campeonato. Eles ultrapassaram o Billericay por 1 ponto e assumiram a liderança da liga, porém têm 4 jogos disputados a mais que os rivais diretos.

Jogadores do Dulwich Hamlet comemorando a vitória com a torcida que os acompanhou fora de casa

GOL DE GOLEIRO

O Dulwich Hamlet entrou em campo novamente na última quinta-feira pela copa da Isthmian League. O adversário da vez foi o Brentwood Town, que disputa a Isthmian League Division One North (8ª divisão), fora de casa. O Hamlet venceu a partida por 1-0 com um gol de goleiro aos 45 do segundo tempo! O goleiro Corey Addai, que está emprestado pelo Coventry City e que fazia soment e a sua 2ª partida com a camisa do Dulwich Hamlet, cobrou uma falta de trás do meio campo, que passou por todo mundo e contou com a falha do goleiro do Brentwood para marcar seu primeiro gol na carreira!

SEMANA AGITADA

Continuando com o assunto Dulwich Hamlet, a última semana do clube foi muito agitada. Além das das partidas que já comentamos, o clube foi expulso de seu estádio e teve seu nome registrado pelo dono do estádio. Vamos explicar melhor: em 2014 o Dulwich Hamlet estava muito mal das pernas e prestes a falir. A Meadow Partners, empresa do ramo imobiliário, comprou o Champion Hill, estádio do clube, e algumas áreas em volta com o plano de fazer uma complexo residencial e um estádio novo pro time. Em 2016 eles apresentaram os planos de construção, porém só 16% das casas eram de preço popular enquanto a prefeitura exigia pelo menos 35%. A empresa então viu seus planos frustrados e decidiu descontar no clube, que não tem nada a ver com isso. Na última semana enviaram do nada uma conta de aluguel de £121,000 que o clube não conseguiu pagar, então foram despejados. Como se já não bastasse, a Meadow Partners registrou as marcas ”Dulwich Hamlet Football Club”, ”The Hamlet” e ”DHFC”, ou seja, o clube estaria impedido de usá-las.

O Tooting & Mitcham FC, rival de divisão do Dulwich Hamlet, já ofereceu o seu estádio para ser dividido com o clube pelo resto da temporada. O Leatherhead, outro rival de divisão, já informou que doará parte dos lucros do seu bar na partida da próxima quarta-feira contra o Dulwich Hamlet para seus adversários como um gesto de solidariedade.

O Dulwich Hamlet foi despejado de seu próprio estádio

FA TROPHY

Pelo replay das quartas de final da FA Trophy, uma copa nacional inglesa que envolve times da 5ª, 6ª, 7ª e 8ª divisões, o Gateshead recebeu o Leyton Orient. O jogo de ”ida” já havia sido um emocionante 3-3, e a partida desempate da última terça-feira não foi nada diferente. Danny Johnson, atacante do Gateshead que já havia sido o herói do empate no primeiro jogo, abriu o placar logo aos 2 minutos do primeiro tempo. Aos 16 minutos, Danny Johnson foi derrubado na área e ele mesmo bateu e converteu o pênalti: 2-0 no intervalo. Já na segunda etapa, aos 8 minutos, o meia James Brophy diminuiu para o Leyton Orient, que empatou a partida aos 25 minutos da segunda etapa com um gol de cabeça do atacante Dave Mooney. Com a partida empatada em 2-2 cerca de 20 minutos para serem ainda jogados, a partida ficou em aberto. Aos 35 do segundo tempo, o lateral-esquerdo Scott Barrow do Gateshead aproveitou o rebote do goleiro na pequena área e mandou pro fundo da rede o que seria o gol da vitória e da classificação do Gateshead para às semifinais do torneio.

Na próxima fase o Gateshead enfrentará o vencedor de Spennymoor Town x Bromley, que se enfrentão na próxima terça-feira. A outra semifinal já foi definida: o Wealdstone enfrentará o Brackley Town em jogos de ida e volta. Os vencedores das semifinais disputarão no Wembley a grande final no dia 19 de maio.

BIZARRICE E GOLAÇO NA ESCÓCIA

Outra copa nacional que está chegando nas suas fases finais é a Copa da Escócia. No último fim de semana foram disputadas as quartas de final e uma delas foi o confronto entre Motherwell e Hearts. A partida foi vencida pelo Motherwell por 2-1 e os seus dois gols na partida ficaram em destaque: o primeiro foi marcado pelo atacante Curtis Main logo aos 7 minutos de jogo após uma lambança entre o volante Ross Callachan e o goleiro Jon McLaughlin do Hearts.

O Hearts empatou logo no começo do segundo tempo e o gol da vitória do Motherwell só saiu aos 41 minutos da segunda etapa com esse golaço do volante Carl McHugh, que dominou no peito e soltou um belo chute proo gol.

As semifinais da Copa da Escócia já foram definidas: o Motherwell enfrentará o vencedor da partida entre Kilmarnock e Aberdeen, que jogam na próxima terça-feira. A outra semifinal será o grande clássico entre Rangers e Celtic. Ambas as semifinais serão jogadas em campo neutro, no Hampden Park em Glasgow. Essa será a terceira vez seguida que Rangers e Celtic se enfrentam pelas semifinais da Copa da Escócia. O grande clássico não é disputado na final desde 2002, quando o Rangers bateu o Celtic na final por 3-2.

WHAT???!

Um fato curioso aconteceu na National League South, uma das ligas da 6ª divisão inglesa. Na partida entre Hemel Hempstead Town e East Thurrock United, o jogador Sanchez Watt do Hemel Hempstead levou um cartão amarelo. Até aí tudo bem, só que o árbitro Dean Hulme perguntou para o jogador qual era o nome dele para que o cartão fosse anotado. Sanchez então respondeu ”Watt”, seu sobrenome. O juíz entendeu como se fosse ”What?” (”O que?” em português), então o jogador repetiu ”Watt” novamente. O dialogo se manteve or alguns segundos até que o juíz decidiu expulsar o jogador por falta de respeito, pois segundo ele o jogador estaria zombando de sua cara. Foi preciso o capitão do Hemel Hempstead esclarecer as coisas com o árbitro e explicar que o nome dele realmente era Watt para que o cartão fosse retirado.

Sanchez Watt já jogou em alguns grandes clubes em sua carreira, como Arsenal, Leeds e Sheffield Wednesday.

Sanchez Watt ainda nos seus tempos de Leeds

NÃO PERDERAM A VIAGEM

A partida entre Coventry City e Lincoln City, na 4ª divisão inglesa, foi uma das adiadas por conta do mau tempo no último fim de semana. A torcida do Lincoln Coty já havia esgotado todos os seus 3,000 ingressos para o setor visitante e como a partida só foi realmente cancelado meio que em cima da hora, alguns torcedores já haviam feito a viagem até Coventry. Para não perder a viagem, cerca de 50 torcedores do Lincoln resolveram assistir ir ali pertinho até Leicester para assistir a partida da Premier League entre Leicester City e Bournemouth no setor visitante, junto com a torcida do Bournemouth. Não deram muita sorte, já que viram o Leicester empatar a partida aos 52 minutos do segundo tempo com um gol de Riyad Mahrez.

Torcedores do Lincoln City no King Power Stadium, em Leicester

BOLA NAS COSTAS

Pela 36ª rodada da League One, a terceira divisão inglesa, o Oldham Athletic visitou o Scunthorpe United e venceu por 2-0. O primeiro gol da partida foi esse goi meio estranho. O meia Patrick McEleney partia em direção ao gol e resolveu tocar para Jack Byrne, que finalizou de fora da área. A bola desviou nas costas de McEleney e foi parar no fundo da rede, encobrindo o goleiro Matt Gilks do Scunthorpe. O gol foi creditado para McEleney, que desviou a bola levemente com as costas.

TORCIDA DA SEMANA

Apesar do alto preço de ingressos cobrados para o setor visitante (£35, cerca de 160 reais), cerca de 3,900 torcedores do Preston North End foram até Bolton e acompanharam a vitória por 3-1 fora de casa. Belo apoio!

GOLAÇO DA SEMANA

Alan Browne marcou esse belo gol de cobertura na vitória do Preston North End em cima do Bristol City por 2-1, o gol mais bonito da semana!

TIME DA SEMANA

Time dos melhores jogadores da rodada da EFL (2ª, 3ª e 4ª divisões). Somente jogos da rodada do fim de semana (dias 2, 3 e 4)

JOGADOR DA SEMANA

Com os três gols que garantiram a vitória do Middlesbrough em cima do Leeds, Patrick Bamford leva o prêmio de melhor jogador da semana!

Postado por Eduardo Werner De São José dos Pinhais - PR, tenho 18 anos e estudo Relações Internacionais. Sou fã do futebol inglês e escocês, torço para Atlético Paranaense, Manchester United, Celtic e South Shields, da 7ª divisão inglesa