Para inglês ver #29 – Clássico em Birmingham, gol olímpico nos acréscimos e gramados enlamaçados
16 de fevereiro de 2018
Categoria: Para inglês ver

O Villa Park ficou lotado para o clássico do fim de semana

A última semana ficou marcada pelo início do mata-mata da Champions League e da Europa League, inclusive com o tão esperado confronto entre Real Madrid e PSG. Mas aqui no Para Inglês Ver nossas atenções ficam voltadas para os campeonatos que, digamos, não são os mais midiáticos do mundo. Teve o grande clássico da cidade de Birmingham na Championship, mais uma vitória no finalzinho do Wycombe Wanderers, dessa vez com gol do monstro Adebayo Akinfenwa, teve também gol olímpico no último minuto de jogo, gramados com só um pouquinho de lama e retorno de zagueiro ex-Liverpool aos gramados, dessa vez por um clube escocês. Confere aí!

SECOND CITY DERBY

Grande rivalidade, mais de 130 anos de história e a segunda cidade mais populosa do Reino Unido dividida entre duas torcidas: assim podemos resumir um pouco do que é o Second City Derby entre Aston Villa e Birmingham City, que teve o seu 126ª confronto realizado no último domingo. Os dois rivais foram para o jogo em situações completamente opostas: enquanto o Aston Villa, time da casa, estava na 3ª colocação, dentro da zona dos playoffs e com somente uma derrota nos últimos 7 jogos, o Birmingham ocupava a 19º posição na tabela, a somente quatro pontos de distância da zona do rebaixamento. Como já era de se esperar, o primeiro tempo foi de domínio do Aston Villa, que acertou uma bola no travessão com um voleio de fora da área de Scott Hogan aos 18 minutos. O Birmingham também finalizou na trave, pouco antes do intervalo, após o atacante Sam Gallagher ganhar na corrida e deixar John Terry no chão. O segundo tempo continuou sob domínio do Villa, que acertou mais uma bola no travessão logo nos primeiros minutos. Os Blues não conseguiram segurar a pressão e o Aston Villa abriu o placar aos 15 minutos da segunda etapa com um gol do ganês Albert Adomah, que recebeu um belo passe do meia Jack Grealish. A vantagem do Villa foi aumentada aos 36 minutos do segundo tempo com um belo gol de fora da área de Conor Hourihane (veja abaixo). Ainda deu tempo do Birmingham acertar mais uma bola no travessão após uma cobrança de escanteio, porém a partida acabou com a vitória do Villa por 2-0.

Com a vitória, o Aston Villa chegou à vice-liderança pela primeira vez no campeonato. Agora está com 59 pontos, doze a menos que o líder Wolverhampton. Já a situação do Birmingham City piorou: o time caiu para a 20ª posição na tabela e agora está a apenas dois pontos de distância da zona da degola.

A vitória do Aston Villa também marcou a continuação de dois longos tabus do clássico: o Birmingham não vence uma partida da liga (seja Premier League ou Championship) contra o rival desde 2005, quando conseguiu uma vitória por 2-0 dentro de casa. Além disso, o Birmingham não consegue marcar um gol sequer no estádio do rival há 10 anos. O último gol foi marcado em 2008, e foi em uma derrota por 5-1…

UMA AJUDINHA DO ADVERSÁRIO

No último sábado o Sunderland foi até o Ashton Gate Stadium pra enfrentar o Bristol City fora de casa. O time seguia muito pressionado pois havia perdido 5 dos últimos 6 jogos e estava na vice-lanterna da competição. E tudo começou dando errado para os Blackcats, que sofreram um gol logo aos 5 minutos do primeiro tempo e que no intervalo já estavam perdendo por 3-0. Mas a reação do Sunderland começou na segunda etapa, e foi com uma grande colaboração do Bristol City: aos 25 minutos, Lee Cattermole cabeceou a bola no travessão, que rebateu em Josh Brownhill e foi para o fundo das redes. O Sunderland diminuiu ainda mais a vantagem aos 36 com um gol do irlandês Ainden McGeady, que havia acabado de entrar em campo. A remontada do Sunderland se completou somente aos 47 minutos do segundo tempo, quando o jovem Joel Asoro fez a jogada pela direta e cruzou pra dentro da área, a bola desviou no meia Marlon Pack do Bristol City e foi pro fundo do gol. Você pode conferir os dois gols contras do empate em 3-3 no vídeo abaixo.

O ponto conquistado no empate foi importante, mas não muda muito a situação do Sunderland, que continua na 23ª colocação da tabela, dentro da zona do rebaixamento. Já o Bristol City fica na 6ª posição, dentro da zona dos playoffs.

O FORTE APOIO FORA DE CASA DEU RESULTADO

Pela 32ª rodada da League One, a terceira divisão inglesa, o Portsmouth enfrentou o MK Dons fora de casa no Stadium MK, que mais uma vez na temporada teve forte presença do torcedor visitante (42% do público total, pra ser mais exato). O primeiro tempo de amplo domínio do Portsmouth, que teve as melhores oportunidades de gol, porém quem abriu o placar foi o MK Dons aos 21 minutos com o atacante Ike Ugbo. O time visitante continuou a pressionar no segundo tempo, até que o empate veio aos 39 minutos da segunda etapa com um gol de cabeça de Matt Clarke após cobrança de escanteio. O Portsmouth então foi com tudo para o ataque em busca do gol da virada. E conseguiu: aos 48 minutos do segundo tempo, após uma confusão na grande área, a bola sobrou para o atacante Conor Chaplin que colocou para o fundo das redes.

O Portsmouth jogou mais uma rodada no meio da semana e perdeu para o Balckburn dentro de casa por 2-1. A equipe então fica na 9ª posição na tabela com 46 pontos, quatro a menos que o Bradford City, primeiro time dentro da zona dos playoffs, porém tem um jogo a menos. Já o MK Dons está 22ª posição, dentro da zona do rebaixamento junto com o seu rival AFC Wimbledon.

O jovem Conor Chaplin marcou o gol da virada do Portsmouth nos acréscimos da segunda etapa

DA LANTERNA PARA A BRIGA DIRETA PELOS PLAYOFFS

Outro time que vem brigando por um lugar nos playoffs da League One é o Plymouth Argyle. O time, que subiu da League Two na temporada passada, ocupava a lanterna da competição na 20ª rodada, mas conseguiu uma impressionante recuperação no campeonato. No último fim de semana o time enfrentou o Shrewsbury Town, que vem brigando pela liderança, fora de casa. E os donos da casa que começaram bem: abriram o placar logo aos 6 minutos com o atacante Carlton Morris. O Plymouth teve a chance de empatar a partida aos 20 minutos com o irlandês Graham Carey, porém ele desperdiçou a cobrança de pênalti, que foi defendida pelo goleiro Craig MacGillivray. Mas o empate veio logo depois, aos 27 minutos, quando o escocês Ness (não o lago, mas sim o meia Jamie Ness) marcou após uma bela ligação direta do goleiro Remi Matthews. O gol da virada do Plymouth saiu aos 17 do segundo tempo, quando o zagueiro Zak Vyner aproveitou a bola que sobrou na pequena área após a cobrança de escanteio. O Shrewsbury pressionou no resto da segunda etapa, teve algumas boas chances mas não conseguiu empatar a partida novamente, que acabou com a vitória por 2-1 para o Plymouth.

O Plymouth Argyle jogou mais uma partida no meio da semana e venceu o AFC Wimbledon dentro de casa por 4-2. A equipe então fica na 8ª posição na tabela com 47 pontos, três a menos que o Bradford City, primeiro time dentro da zona dos playoffs. Já o Shrewsbury se recuperou e bateu o Fleetwood Town fora de casa por 2-1 e assumiu a liderança do campeonato.

Playoffs para o Plymouth Argyle nessa temporada?

TROPEÇOS DO (EX) LÍDER

O Wigan Athletic, que estava na liderança da League One antes do começo da 32ª rodada, perdeu duas partidas seguidas e deixou escapar a liderança para o Shrewsbury Town. A primeira derrota foi fora de casa contra o Southend United por 3-1. A segunda doeu mais pois veio dentro de casa, foi derrotado por 2-0 pelo o Blackpool.

Porém a equipe do Wigan não está desesperada: apesar de estar um ponto atrás do Shrewsbury, o Wigan tem uma partida disputada a menos. A próxima partida na League One será dentro de casa contra o lanterna Rochdale, então deve ser uma vitória fácil.

O Blackpool derrotou o Wigan fora de casa pelo placar de 2-0

UNIFORME POLÊMICO

O Scunthorpe United resolveu mudar as cores do seu uniforme por somente uma partida para laranja e preto para homenagear o seu patrocinador, a British Steel, que utiliza essas cores. Essa decisão revoltou parte dos torcedores, pois laranja e preto são as cores do Hull City, um dos maiores rivais da equipe. Além disso, o uniforme não deu sorte, pois o Scunthorpe foi derrotado dentro de casa por 2-1 pelo Rotherham United. Esse é um uniforme que o time irá definitivamente esquecer.

Na imagem, o uniforme utilizado pelo Scunthorpe na partida do último fim de semana comparado com o uniforme da temporada 2015/16 do Hull City

PELA COMUNIDADE

Para comemorar os seus 50 anos de idade e também para conseguir mais suporte da comunidade local, o Accrington Stanley, da 4ª divisão inglesa, resolveu distribuir 1,200 camisas do time para crianças da região. Ótima iniciativa!

GRANDE PÚBLICO QUE NÃO AJUDOU O TIME DA CASA

No último fim de semana o Accrington enfrentou o Coventry City fora de casa, que também fez uma ação pela comunidade local. Além de abaixar o preço dos ingressos para apenas 5 libras (cerca de 22 reais), o Coventry City resolveu distribuir milhares e milhares de ingressos para as crianças das escolas da região. Foram cerca de 16,000 ingressos ao todo, o que proporcionou um público total de 28,343 pessoas, o maior público dessa atual edição da League Two e também o maior público da história do Coventry City na Football League.

Porém todo esse suporte da comunidade local não ajudou a equipe, que foi derrotada pelo Accrington Stanley por 2-0. No meio de semana o Coventry jogou mais uma partida, e perdeu fora de casa para o Colchester United por 2-1 e agora está fora da zona dos playoffs. Já o Accrington venceu o Crewe Alexandra dentro de casa por 1-0 e subiu para a vice-liderança da competição, ficando a 6 pontos de distância do líder Luton Town.

Mais de 28 mil pessoas foram até a Ricoh Arena em Coventry

SÓ VALE SE A VITÓRIA FOR NO FIM

Semana passada falamos sobre a emocionante vitória de virada do Wycombe Wanderers sobre o Carlisle United aos 51 minutos do segundo tempo. Na última terça-feira o Wycombe enfrentou o Swindon Town em casa e a vitória veio novamente no finalzinho. Aos 31 minutos da segunda etapa, a partida estava empatada em 2-2 quando Adebayo Akinfenwa marcou de cabeça, porém o árbitro anulou o gol por causa de uma falta (que ao meu ver não existiu). Mas isso não impediu a vitória do Wycombe, pois aos 44 minutos do segundo tempo, Akinfenwa marcou novamente de cabeça, e dessa vez não foi anulado. Em 7 jogos na League Two em 2018, o Wycombe Wanderers marcou 19 gols, uma média de quase 3 gols por partida.

A vitória colocou o Wycombe na 3ª colocação na tabela, dentro da zona de promoção direta para a League One. Com um gol e uma assistência na partida, Akinfenwa agora é o líder em assistências da liga com 9 passes para gol. Também é o artilheiro do time na temporada com 15 gols marcados, somente quatro abaixo da sua melhor temporada na carreira.

DERROTA DOLORIDA

Outro time que briga pelas primeira colocações da League Two é o Notts County. No último fim de semana o time visitou o Barnet, lanterna da competição, e sofreu uma dolorida derrota. O time da casa venceu por 1-0 com um gol do atacante Alex Nicholls aos 48 minutos do segundo tempo após um lançamento direto do goleiro. A derrota deixou o Notts County na 4ª colocação, fora da zona de promoção direta para a League One. Já a situação do Barnet não mudou muito, pois o time continua na lanterna da competição com 25 pontos conquistados em 32 partidas.

NOVA EMOÇÃO NA BRIGA PELO TÍTULO

Na National League North, a 6ª divisão inglesa, a briga pelo título, que já parecia estar decidida, ganhou mais emoção nas últimas rodadas. Isso porque o Salford City, que duas rodadas atrás estava na liderança isolada da competição 8 pontos a frente do Harrogate Town, perdeu as duas partidas seguintes. A última delas foi fora de casa para o York City por 1-0. O gol da vitória do time da casa foi esse belo gol de cobertura do atacante Aidan Connolly.

As duas derrotas não tiram a liderança do Salford City, porém a sua vantagem no topo da tabela caiu para apenas dois pontos. Já o York City está na 6ª colocação, dentro da zona dos playoffs.

UM GOL NO MÍNIMO ESQUISITO

Ainda pela National League North, Boston United e Curzon Ashton ficaram no 3-3 em uma partida eletrizante no último sábado. O Curzon Ashton, que jogava fora de casa, abriu 3-0 no placar aos 16 minutos do segundo tempo. A recuperação do Boston United começou nesse bizarro gol de Brad Abbott: após a cobrança de escanteio, teve cabeceio na trave, escorregão do atacante dentro da pequena área, zagueiro tentando isolar a bola e acertando as costas do seu companheiro e no fim o belo gol de Abbott.

GOL OLÍMPICO NOS ACRÉSCIMOS

Pela National League South, que também compõe a 6ª divisão inglesa, Dartford e Chelmsford City se enfrentaram em um grande jogo, pois ambas as equipes brigam por lugares no topo da tabela. O Dartford, time da casa, ia vencendo por 1-0 até que o Chelmsford empatou aos 41 minutos do segundo tempo com um gol de pênalti. O gol da virada do Chelmsford veio aos 49 minutos da segunda etapa, e foi um gol olímpico de Taylor Miles em frente aos torcedores visitantes!

A importante vitória do Chelmsford City deixou a equipe na 4ª colocação na tabela com 48 pontos, dentro da zona de classificação para os playoffs. Já o Dartford segue na liderança da competição com 53 pontos, porém está a apenas 2 pontos acima do Hampton & Richmond, que tem um jogo disputado a menos.

COITADO DO GANDULA…

Pela Northern Counties East Football League Division One, uma das ligas que compõem a 10ª divisão inglesa, o Swallownest FC bateu o Retford United pelo placar de 5-0 dentro de casa. O que impressionou foi o estado da bola após o fim da partida. O ”lindo” gramado do Rotherham Road, que recebeu 52 fiéis torcedores para a partida, certamente terá que passar por uns reparos no fim da temporada.

 

… E DO ROUPEIRO TAMBÉM

Continuando com o assunto dos gramados enlamaçados, essas foram as condições da partida entre Swaffham e Little Oakley FC que acabou empatada em 2-2 também pela 10ª divisão inglesa.

O RETORNO

Steven Caulker, zagueiro de 26 anos ex-QPR, Liverpool, Tottenham e Seleção Inglesa, assinou com o Dundee FC, da primeira divisão escocesa. O zagueiro só tinha disputado 4 partidas nessa temporada pelo QPR e não entrava em campo desde Setembro. Caulker, que teve problemas com depressão, álcool e apostas recentemente, marcou de cabeça logo na sua estreia pelo Dundee, porém não evitou a derrota por 3-2 fora de casa para o Kilmarnock. O zagueiro, que havia sido liberado pelo QPR em Dezembro, estava treinando com o Luton Town, da quarta divisão inglesa, antes de assinar com o time escocês.

TORCIDA DA SEMANA

Os 6,275 torcedores do Portsmouth que foram até Milton Keynes certamente não esquecerão tão cedo a virada aos 48 minutos do segundo tempo!

GOLAÇO DA SEMANA

Apesar da derrota para o Wycombe por 3-2, Matt Taylor marcou esse golaço de falta para o Swindon Town, o mais bonito da semana!

TIME DA SEMANA

Time dos melhores jogadores da rodada da EFL (2ª, 3ª e 4ª divisões).

JOGADOR DA SEMANA

Billy Sharp marcou os dois gols do Sheffield United na vitória por 2-1 sobre o Leeds United (inclusive um de voleio logo no primeiro minuto de jogo), chegou á marca de 200 gols em ligas inglesas e leva o prêmio de melhor jogador da semana!

Sharp se tornou o terceiro jogador a chegar na marca de 200 gols por ligas ingleses nesse século, depois Rickie Lambert e Wayne Rooney

 

Postado por Eduardo Werner De São José dos Pinhais - PR, tenho 18 anos e estudo Relações Internacionais. Sou fã do futebol inglês e escocês, torço para Atlético Paranaense, Manchester United, Celtic e South Shields, da 7ª divisão inglesa