Para inglês ver #23 – Ano Novo, ganhador da loteria e clássicos ao redor do Reino Unido
4 de janeiro de 2018
Categoria: Para inglês ver

 

O ano passa, o editor da série fica mais velho, mas o futebol alternativo de todo o Reino Unido que nós amamos continua. Nessa última semana tivemos muitos jogos importantes na Championship, quebra de péssimas sequências de derrotas, clássicos ao redor do Reino Unido, jogador ganhando na loteria e até torcida provocando o time adversário por ele ser vegano. Confere com a gente!

CONFRONTO NO TOPO

No último sábado o Wolverhampton, líder da Championship, visitou o Bristol City, então vice-líderes, pela 25ª rodada do campeonato. Oito pontos separavam as duas equipes, e uma vitória pra o time da casa era crucial para diminuir a distância no topo da tabela. Pouco mais de 25 mil torcedores foram ao estádio, casa lotada, incluindo quase 3,500 torcedores dos Wolves. O jogo começou com tudo: logo no começo do primeiro tempo Jamie Paterson quase abriu o placar para o Bristol City com uma cabeçada muito perigosa, defendida pelo goleiro John Ruddy dos Wolves. Aos 14 minutos, o zagueiro Danny Batth do Wolverhampton foi expulso após um carrinho frontal com as travas erguidas no seu campo de ataque. Dois minutos depois o técnico Nuno Espírito Santo dos Wolves foi expulso após entrar na área técnica do Bristol City e discutir com a comissão técnica do adversário e teve que assistir o resto do jogo na arquibancada. Ainda no primeiro tempo, o lateral Barry Douglas do Wolverhampton acertou a bola na trave em uma cobrança de falta em que literalmente o time todo, os 10 jogadores de linha do Bristol City, estavam na barreira.

O primeiro gol da partida saiu aos 8 do segundo tempo, quando Bobby Reid (o mesmo que marcou o gol da vitória contra o Manchester United) abriu o placar para o Bristol City após uma bela jogada do seu time que começou ainda no campo de defesa. Dez minutos depois, o goleiro Frank Fielding do Bristol City foi expulso com um vermelho direto após derrubar Matt Doherty fora da área. O goleiro reserva Luke Steele entrou em seu lugar, mas por azar ou por simples falta de habilidade, falhou na cobança de falta de Barry Douglas. Jogo empatado em 1-1. No resto do segundo tempo ambos os times tiveram chances de marcar, porém o gol da vitória só saiu aos 49 do segundo tempo: após cobrança de falta de Barry Douglas, Ryan Bennett marcou de cabeça o gol da vitória do Wolverhampton, para delírio dos jogadores, da torcida visitante e do técnico Nuno Espírito Santo, que comemorou na arquibancada.

Mais líderes impossível!

GOLEADA IMPORTANTE

Na rodada seguinte, na segunda-feira, o Bristol City, que agora estava na terceira colocação com 47 pontos, visitou o Aston Villa, que estava fora da zona dos playoffs, na 7ª posição, com 41 pontos. Uma vitória para o Villa era muito importante, pois nenhum dos seus adversários diretos na luta pelos playoffs tinha vencido mais cedo no dia (Leeds, Derby County e Sheffield United tinham empatado e o Cardiff City havia perdido). Uma vitória colocaria o Aston Villa de volta na zona dos playoffs. E nada podia ter dado mais certo: o Villa ESMAGOU o adversário com uma dominante vitória por 5-0. O artilheiro da partida foi Robert Snodgrass, que marcou dois gols. Scott Hogan, Birkir Bjarnason e Conor Hourihane marcaram os outros gols. Com a vitória, o Aston Villa subiu para a 5ª colocação, tirando o Sheffield United da zona dos playoffs.

QUEDA LIVRE

Um dos melhores times da primeira metade dessa Championship está simplesmente despencando: é o Cardiff City. O time do País de Gales perdeu as suas últimas 4 partidas na competição, contra Bolton, Fulham, Preston North End e a última contra o QPR. No começo dessa péssima sequência os Bluebirds estavam na vice-liderança com 47 pontos, quatro atrás dos Wolves e quatro acima do Bristol City. Agora, quatro rodadas depois, estão uma posição abaixo, na 3ª colocação, mas agora 14 pontos atrás do líder Wolverhampton. Curiosamente, o Cardiff City começou a 26ª rodada da Championship na 4ª colocação, perdeu e subiu para a 3ª posição. Por causa da derrota do Bristol City por 5-0 para o Aston Villa, o time do País de Gales ultrapassou o Bristol City no saldo de gols. A próxima partida contra o lanterna Sunderland em casa é, em teoria, fácil e a oportunidade perfeita para voltar a conseguir uma vitória na competição.

Jogadores do Cardiff City desolados após quatro derrotas seguidas

NA LUTA PELOS PLAYOFFS?

Cerca de 2 meses atrás, quando a Championship ainda estava na sua rodada de número 17, o Fulham estava apenas na 17ª colocação na tabela com 20 pontos conquistados. O time vinha de uma sequência ruim de 3 derrotas e 3 empates em 6 partidas. Porém tudo mudou após uma vitória por 5-4 fora de casa contra o Sheffield United no dia 21 de novembro. Desde então, o Fulham conseguiu 6 vitórias e 1 empate em 9 jogos, tendo perdido apenas 2 vezes nesse período. Por coincidência, após a volta do brasileiro Lucas Piazón, que havia quebrado a perna no dia 15 de agosto, o Fulham não perdeu. Piazón jogou apenas 42 minutos espalhados por quatro jogos: o empate por 2-2 com o Hull e as vitórias em cima de Barnsley, Cardiff City e Ipswich Town.

A vitória sobre o Ipswich Town veio na última terça-feira. Pouco antes do intervalo o Ipswich abriu o placar com um gol de Joe Garner, mas a maior parte da emoção na partida veio na segunda etapa. O Fulham virou a partida para 4-1 com 4 gols em um intervalo de 7 minutos, começando aos 24 minutos do segundo tempo e terminando aos 31. Foram dois gols e uma assistência do jovem Ryan Sessegnon, de apenas 17 anos, que é cobiçado pelo Tottenham e pelo Manchester United, e dois gols do atacante Aboubakar Kamara, que já havia marcado 2 gols na partida anterior.

Com a vitória, o Fulham pulou para a 10ª posição na tabela com 39 pontos, quatro a menos que o Leeds United, que é o primeiro time dentro da zona dos playoffs. Faltando 20 rodadas para o fim do campeonato, a esperança de ir para os playoffs pela segunda vez consecutiva surgiu novamente no Craven Cottage.

VITÓRIAS FORA DE CASA, FINALMENTE

Dois times quebraram nessa última semana grandes sequências sem vitórias fora de casa. Um deles foi o Birmingham City, que ainda não havia vencido fora de casa na temporada. Até aqui os Blues tinham jogado 12 partidas longe do St Andrews Stadium na temporada, perdendo 9 e empatando 3. Foram 22 gols sofridos e apenas 5 marcados nesse período. Mas a primeira vitória veio finalmente na última terça-feira, na vitória por 2-0 sobre o Reading fora de casa. Mesmo com os três pontos, o Birmingham City continua na zona do rebaixamento.

Outro time que quebrou essa sequência foi o Bolton. Assim como o Birmingham, o Bolton ainda não havia vencido fora de casa nessa Championship. Pior ainda: não vencia uma partida fora de casa na 2ª divisão inglesa há 999 dias. Mas claro, teve uma passagem pela 3ª divisão no meio disso tudo. O Bolton não venceu os dois últimos jogos fora de casa na temporada 2014/15, não venceu nenhum na temporada 2015/16 e não havia vencido nenhum dos 13 disputados nessa temporada. No total, foram 38 jogos sem vitória fora de casa pela Championship desde abril de 2015, com 10 empates e 28 derrotas. A quebra dessa péssima sequência aconteceu no último sábado, quando o Bolton bateu o Sheffield United no Bramall Lane por 1-0. Na rodada seguinte, o Bolton bateu o Hull em casa também por 1-0, tirando o time da zona de rebaixamento.

Gary Madine marcou o gol da vitória do Bolton fora de casa sobre o Sheffield United

JUNTOS NA ZONA DA DEGOLA

Dois clubes rivais estão passando por apuros na League One, a terceira divisão inglesa. Bury e Rochdale disputam o ”M66 Derby”, nomeado a partir da rodovia que separa as duas cidades. Seus estádios estão separados por menos de 9km de distância e a rivalidade é grande. O problema é que nessa temporada nenhum dos dois ta podendo tirar sarro com o rival: o Bury está na lanterna da competição com apenas 17 pontos conquistados em 25 partidas e o Rochdale está logo acima, com 5 pontos a mais.

Nos últimos 13 jogos o Bury só venceu uma partida, contra os vice-líderes Shrewsbury. Nesse mesmo período, o Rochdale só venceu 2 partidas, perdendo 6 e empatando 5. No confronto direto entre as duas equipes, um empate por 0-0. Tá feia a coisa por lá.

Gigg Lane, casa do Bury e palco do próximo M66 Derby em abril

DERROTA INESPERADA

No último sábado o Luton Town, líder da 4ª divisão, visitou o Port Vale, que estava na 17ª colocação na tabela, pela 25ª rodada do campeonato. O Luton tinha a segunda melhor defesa e o melhor ataque da liga, então devia conseguir uma vitória fácil. Mas não aconteceu nada disso: o Port Vale derrotou o Luton pelo placar de 4-0. Os destaques da partida foram o atacante Tom Pope, que marcou dois gols e deu uma assistência, e o ponta Ben Whitfield, que fez um gol e deu uma assistência. Com a vitória, o Port Vale abriu mais vantagem para a zona do rebaixamento. A situação do Luton Town só não ficou pior porque o Notts County, segundo colocado, também perdeu na rodada, deixando a distância entre os dois em 4 pontos.

RECUPERAÇÃO

Porém, na rodada seguinte, o Luton Town se recuperou. O adversário dessa vez foi o Lincoln City, 3º colocado, em casa. Esse que foi o confronto das duas equipes com as melhores média de público da liga tanto em casa, os dois com pouco mais de 8,500 por jogo, e fora de casa, com ambos levando cerca de 1,100 torcedores visitantes por partida.

A partida começou com tudo, com o zagueiro Alan Sheehan do Luton sendo expulso aos 6 minutos do primeiro tempo após trocar tapas com o atacante Matthew Rhead do Lincoln City, que não levou nem amarelo. Na cobrança da falta, Michael Bostwick abriu o placar para o time visitante. O empate do Luton Town veio aos 32 do primeiro tempo, com um gol do atacante Jamie Collins, porém o Lincoln City voltou a ficar na frente do placar dois minutos depois com um gol do atacante Matthew Green. A virada do Luton começou a ser desenhada ainda no primeiro tempo, quando Harry Anderson do Lincoln foi expulso e ambos os times ficaram om 10 jogadores. O time da casa empatou aos 43 minutos com um gol do lateral James Justin.

No segundo tempo só deu Luton, que marcou mais dois gols com Danny Hylton e Harry Cornick para fechar a vitória por 4-2. Com os 3 pontos, o Luton continua na liderança da League Two, quatro pontos acima do Notts County. Já o Lincoln City caiu para a 5ª colocação, mas ainda está na zona dos playoffs.

RIVALIDADE RECENTE E CRESCENTE

Uma rivalidade que vem crescendo nos últimos anos é entre MK Dons e Peterborough United. O MK Dons foi fundado em 2004 na cidade de Milton Keynes, cerca de 70km de Peterborough, e os dois clubes vêm se enfrentando regularmente desde então. Além da rivalidade no futebol, também existe uma rivalidade entre as cidades por causa dos dois times de hóquei, o MK Lightning e o Peterborough Phantoms, que começou antes mesmo da rivalidade no futebol.

Na partida dessa semana, disputada no Stadium MK, quem se deu bem foi o time da casa. Apesar de ter dois jogadores, o técnico, o auxiliar técnico e um preparador expulsos ainda no primeiro tempo, o MK Dons venceu os rivais por 1-0 com um gol do meia Chukwuemeka Ademola Amachi Aneke, mais conhecido como Chuks Aneke. Azar dos quase 2,500 torcedores do Peterborough que foram até Milton Keynes apoiar o seu time.

Time do MK Dons comemora o gol da vitória em frente a torcida visitante

♫ ”YOU CAN STICK YOUR VEGGIE BURGERS UP YOUR ARSE…” ♪

O Forest Green Rovers, que atualmente disputa a 4ª divisão inglesa, é conhecido por ser o único clube completamente vegano no mundo. Nenhum produto contendo carne ou outros alimentos de origem animal são vendidos no estádio, a dieta dos jogadores não contém carne vermelha e o gramado é tratado com fertilizantes orgânicos produzidos na região. Essa está sendo a primeira temporada do clube na Football League, tendo subido da 5ª divisão na temporada passada. Isso fez com que a cidade de Nailsworth, sede do clube e que tem apenas 7,746 habitantes, fosse a menor cidade a sediar um clube da Football League em toda a história. O clube tem um projeto de construir um estádio de 10,000 lugares feito totalmente de madeira.

Porém, algumas dessas atitudes estão deixando os torcedores dos outros times da League Two muito bravos, principalmente pelo fato do FGR não vender carne em seu estádio. É muito comum as tortas de carne e os hambúrgueres serem vendidos nos estádios da Inglaterra e ao oferecer somente opções veganas, o FGR tem irritado muita gente.

No último sábado o time enfrentou o Lincoln City fora de casa. Perdeu por 2-1, mas o que ficou mais marcado na partida foram os protestos da torcida do Lincoln dirigidos aos torcedores do FGR, pedindo para que eles ”enfiassem os seus hambúrgueres veganos no traseiro”. O Forest Green Rovers está na última colocação da tabela, perdendo as suas últimas 5 partidas.

SALVADOR DA PÁTRIA

Temos falado aqui nas últimas semanas sobre a recuperação do Plymouth Argyle, que estava na lanterna da League One e agora subiu para a 16ª colocação na tabela. O time não perde a 6 jogos, tendo 4 vitórias e 2 empates nesse período. O principal jogador da equipe nesses últimos jogos vem sendo Graham Carey, habilidoso meia de 28 anos que já marcou 7 gols e deu 8 assistências nessa temporada. Famoso por marcar belos gols, nesses últimos 6 jogos o meia deu 3 assistências e marcou 2 gols. Um deles foi esse golaço no empate por 2-2 com o Blackpool fora de casa:

SALVO PELOS TORCEDORES

Cerca de 1 mês e meio atrás falamos sobre a delicada situação do Merthyr Town, clube do País de Gales que disputa a 7ª divisão inglesa e que passa por sérios problemas financeiros. Após liberar quase todos os seus jogadores por não ter dinheiro para pagar os salários e perder por 13-1 após entrar em campo com um time quase que inteiramente formado por jogadores da base, torcedores lançaram uma campanha no site Just Giving para arrecadar dinheiro para o clube. A meta de 25 mil libras foi finalmente alcançada, com ajuda também dos torcedores do Cardiff City, Swansea City e Newport County, que doaram dinheiro para o Merthyr Town em seus jogos em casa para uma pessoa que ficava com um balde recolhendo as doações.

Porém essa foi somente uma parte da dívida: segundo o presidente do Merthyr Town, o clube ainda deve cerca de 90 mil libras.

Um grande público de 2,612 torcedores viram o jogo do Merthyr Town em casa contra o Hereford Town no Boxing Day

GOL DE GOLEIRO

Ainda no País de Gales, o primeiro gol marcado em 2018 na primeira divisão galesa foi de um goleiro. Lee Idzi, que já jogou pela base do Merthyr Town, marcou esse gol a cerca de 95 metros de distância da baliza adversária para o seu time, o Carmarthen Town, em cima do Aberystwyth Town fora de casa na vitória por 2-1. Mesmo com a vitória, o Carmarthen Town está na lanterna da competição.

JANELA DE TRANSFERÊNCIAS

A janela de transferências de inverno foi aberta no dia 1º de janeiro e os clubes ingleses já começaram a buscar reforços. Uma das primeiras contratações anunciadas foi a do jovem atacante Rafa Mir do Valencia, que estava sendo cobiçado pelo Real Madrid, mas que acabou assinando com o Wolverhampton Wanderers por 4 anos e meio por um valor não divulgado. Rafa Mir vem jogando muito bem no time B do Valencia, marcando 15 gols em 19 jogos pela equipe.

NOVO MILIONÁRIO (OU NÃO?)

Kevin O’Connor, zagueiro do Preston North End, ganhou um bilhete da loteria irlandesa do seu tio de presente de natal. Ele ganhou 1 milhão de euros na ”mega da virada”, o equivalente a quase dois anos do salário que ele recebe jogando pelo Preston.

Curiosamente, Kevin O’Connor agora é um milionário na Irlanda, mas não na Inglaterra, onde vive. Isso porque 1 milhão de euros (moeda da Irlanda) é cerca de 890 mil libras (moeda da Inglaterra).

OLD FIRM

Rolou no último fim de semana um dos maiores, se não o maior, clássico de futebol do mundo. O ”Old Firm”, disputado entre Celtic e Rangers da Escócia, é jogado desde 1888. Dos 120 campeonatos escoceses disputados até agora, 102 foram vencidos pela dupla Celtic-Rangers. A partida não saiu do 0-0 e não apresentou muita habilidade técnica por parte das suas equipes, mas não faltou raça e disposição. Ambas as equipes tiveram boas chances de marcar, mas goleiros Craig Gordon, do Celtic, e Wesley Foderingham, do Rangers, tiveram grandes atuações na partida. Confira:

O CLÁSSICO DE EDIMBURGO

Outro clássico disputado nessa última semana na Escócia foi o clássico de Edimburgo entre Heart of Midlothian (o Hearts) e Hibernian (o Hibs). Esse derby é ainda mais antigo que o Old Firm, sendo disputado pela primeira vez em 1875.

O clássico, que é tradicionalmente disputado no dia do Ano Novo, dessa vez foi disputado um pouco antes, no dia 27 de dezembro. Assim como o Old Firm, o placar foi 0-0, mas poderia ter sido diferente caso o árbitro tivesse visto que esse gol marcado pelo atacante Oli Shaw dos Hibs ultrapassou completamente a linha do gol.

PAREDÃO

Ainda na Escócia, o goleiro Zander Clark do St Johnstone e a sua linha defensiva de alguma maneira conseguiram parar esse bombardeio do Ross County no empate por 1-1 fora de casa. Também é engraçado escutar a torcida local lamentando a cada finalização defendida.

MÃO DE ALFACE

Se por um lado tivemos grandes defesas nessa última semana na Escócia, também tivemos péssimos goleiros. Um deles foi Jamie MacDonald, do Kilmarnock, que cometeu esse erro bizarro na partida fora de casa contra o Hibernian no último sábado.

TORCIDA DA SEMANA

Cerca de 3,100 torcedores do Sheffield United esgotaram a sua carga de ingresso e viram o empate por 1-1 fora de casa com o Derby County.

GOLAÇO DA SEMANA

O gol mais bonito dessa semana foi marcado pelo atacante Sam Winnall do Derby County na vitória por 2-1 fora de casa contra Ipswich Town. Que chutaço!

TIME DA SEMANA

Time dos melhores jogadores da rodada da EFL (2ª, 3ª e 4ª divisões).

JOGADOR DA SEMANA

Ryan Sessegnon, jovem lateral/ala de 17 anos do Fulham, é o artilheiro do time nessa temporada com 7 gols. Ele marcou 2 gols e deu uma assistência na vitória do Fulham por 4-1 sobre o Ipswich na última terça e foi o melhor jogador dessa semana!

 

 

Postado por Eduardo Werner De São José dos Pinhais - PR, tenho 18 anos e estudo Relações Internacionais. Sou fã do futebol inglês e escocês, torço para Atlético Paranaense, Manchester United, Celtic e South Shields, da 7ª divisão inglesa