Olhar 4-3-3: Moussa Dembelé
6 de fevereiro de 2017
Categoria: 4-3-3 e Olhar 4-3-3

Habilidoso, camisa 10 de um dos maiores times da Escócia e uma das figuras principais do último deadline (fechamento da janela de negociações). Sim, o Olhar 4-3-3 desta semana irá destrinchar a carreira de um dos jogadores mais promissores da atualidade, o francês Moussa Dembelé.

Apesar de nascido na França, Dembelé carrega em seu consigo as origens de sua família. O sobrenome, que é comum ao futebol, é típico do Mali. Seus primeiros passos no gramado foram dados na base do Paris Saint-Germain, por onde permaneceu por oitos anos até ser negociado com o Fulham, para completar sua formação nas categorias de base do clube inglês.

Logo em seu primeiro ano na base do clube, uma grande conquista. Sob o comando de Dembelé, os Cottagers conquistaram a Premier Academy League, principal torneio de base inglês, título que alavancou a carreira do francês, levando-o ao profissional no ano seguinte. Enfim nos profissionais, Moussa foi pouco a pouco buscando seu espaço na equipe principal, o que, convenhamos, não seria tarefa difícil, uma vez que o clube não vivia seu melhor momento, sendo rebaixado neste mesmo ano.

Dembelé em ação pelo Fulham.

Mas, nem tudo são flores na vida de um jogador de futebol. Sim, a frase clichê encaixa-se perfeitamente na vida de Dembelé que, apesar do aumento de minutos em campo e do apoio do torcedor que reconhecia no jogador uma promessa, no início de 2016 o Fulham resolveu negociá-lo e seu destino foi o Celtic, um dos maiores clubes da Escócia e principal potência do país após seu principal rival, o Rangers, falir.

O futebol escocês é tradicionalmente um campeonato mais fraco, dominado por apenas dois times. Mas, devido ao supracitado momento infeliz do Rangers, o comando da liga estava apenas na mão do Celtic. Fraca ou não, a liga se mostrou ser o melhor destino para Dembelé, que agora teria tranquilidade para demonstrar seu futebol e honrar a camisa 10 que lhe fora concedida.

Em 38 aparições, 20 gols e o reconhecimento no mundo afora. Este foi o início do jogador na Escócia, ainda em sua primeira temporada que, ao que tudo indica, será a última, já que a cobiça dos grandes clubes do cenário futebolístico europeu tem se tornado cada vez mais intensa. Dembelé foi alvo do Chelsea, que chegou a oferecer 30 milhões de euros pelo jogador. O acordo, no entanto, não foi concretizado, e na metade do ano, os valores na mesa do Celtic podem ser ainda maiores pelo jogador.

Postado por Hugo Alves