Olha 4-3-3: Aaron Wan-Bissaka
21 de março de 2019
Categoria: Olhar 4-3-3
Na temporada passada o Crystal Palace teve como seu lateral direito titular Timothy Fosu-Mensah, emprestado pelo Manchester United. O jovem inglês impressionou, mas ao término da temporada teve que retornar para o United. Porém, para felicidade dos torcedores do clube londrino ele não está fazendo falta, isso porque um outro jovem assumiu com autoridade a posição, e esse é formado no próprio clube e destaque desse Olhar 4-3-3: Aaron Wan-Bissaka.
 
Aaron Wan-Bissaka nasceu em Londres em 26 de novembro de 1997 e cresceu na região sul da cidade em New Addington, no bairro de Croydon. O jovem inglês fez parte das categorias de base do Palace desde os 11 anos. Ele faz parte do time principal desde a temporada passada, quando, ainda com Frank De Boer no comando, Wan-Bissaka participou dos amistosos de pré-temporada. Porém, àquela época, ele ainda não obteve espaço no time na primeira parte da temporada em questão, pois o técnico holandês, depois Roy Hodgson, preferiram utilizar Fosuh-Mensah e Martin Kelly. Todavia, sua presença no banco se tornou frequente e, devido a uma sequência de lesões dos titulares, no começo de 2018, Wan-Bissaka estreou no time principal dos Eagles, num jogo de Premier League e logo contra um adversário difícil, o Tottenham no dia 25 de fevereiro. Mesmo sendo sua estreia, o jovem inglês já mostrou suas qualidades e principais atributos, terminando a partida com números defensivos muito bons e sendo aplaudido e elogiado. 

Na sua estreia, apesar de ter sido num jogo muito difícil, Wan-Bissaka já mostrou potencial e seu estilo de jogo: muita qualidade ao defender.

A sequência também reservou dois enormes desafios para Aaron: Manchester United e Chelsea. Essa sequência de jogos foi muito difícil, visto que o Palace perdeu os três, porém já foi possível ver que Wan-Bissaka tinha muito potencial, tanto que terminou os três jogos com notas acima de 7 no Sofascore e com ótimos números defensivos, mesmo enfrentando jogadores como Lamela, Sánchez e Hazard, jogadores de muita qualidade no drible e difíceis de marcar. E além de United e Chelsea, no mês de março, ele ainda enfrentou Huddersfield e Liverpool. E suas apresentações foram tão boas que ele venceu o prêmio de melhor jogador do time no mês, ou seja, logo em seu primeiro mês completo no time principal.

O lateral é o grande destaque da equipe na temporada.

Curiosamente na base ele jogava como ala e ponta, mas após ser chamado para completar o time num treinamento na temporada 16/17 e marcar Zaha, o técnico da base Richard Shaw e seu assistente Dave Reddington resolveram converter o ponta em lateral, segundo declarou Shaw à Sky Sports.
 
“Sempre foi algo que você pensou com Aaron, porque ele era tão disciplinado defensivamente”, disse Shaw. “Eu o treinei inicialmente no nível Sub16 e depois o fiz novamente no Sub23 e ele tinha uma mentalidade defensiva. Ele também tinha essas pernas longas e fez boas corridas de recuperação, então a habilidade de fazer a mudança estava lá.”
 
“Mas quando o colocamos como lateral direito no próximo jogo do Sub23 contra o Charlton, ele estava a deixar grandes lacunas e vê-lo a tentar defender a bola defensivamente foi muito engraçado, em termos de altura e distância.”
 
“Depois do jogo, eu e Dave conversamos e decidimos ‘vamos lá, isso é um projeto, vamos trabalhar com ele’.”
 
Segundo destaca a mesma reportagem da Sky Sports, com um carácter calmo e descontraído, Wan-Bissaka parecia revigorado pelo desafio e estava em breve a fazer sessões duplas com Shaw e Reddington para melhorar as capacidades defensivas de que precisava para se tornar um lateral-direito em tempo integral. 
 
E, bom, ele parece ter conseguido progredir consideravelmente.
 
Wan-Bissaka tem 1,83 metros de altura e, como dito mais acima, se destaca principalmente nos aspectos defensivos do jogo. Seu senso de posicionamento e leitura de jogo permite com que ele seja ótimo em executar ações defensivas como desarmes e interceptações, além de bloqueios e afastar bolas. Ele também é veloz e isso permite que ele se recupere em lances de contra ataque. Seus números nessa temporada são ótimos: Ele tem uma média de 4 desarmes por jogo, sendo o segundo melhor da Premier League, ficando atrás apenas de Gueye. São 109 desarmes certos de 116 tentados, é uma porcentagem de 94 % de sucesso. É uma porcentagem que, além de ótima, está muito a frente dos outros jogadores que compõe o top 5 de melhor média de desarmes da Premier League:
Chama a atenção também o número baixo de vezes em que Wan-Bissaka sofreu um drible, foram apenas sete vezes no campeonato, sendo o segundo melhor lateral direito no quesito, ficando atrás apenas de Cédric Soares que foi driblado apenas 5 vezes e que já não joga mais na Inglaterra. Esse número se torna impressionante não só por ele ser um jovem jogador, mas também por atuar numa posição onde ele tem que encarar alguns dos melhores jogadores da liga como Hazard, Mané, Sané, Son e Martial, jogadores com ótima capacidade de drible. Ter tomado apenas 7 dribles. até o momento, ao longo da competição é um feito e tanto. E, assim como na temporada passada, o camisa 29 dos Eagles teve grandes exibições contra os times do Top 6 na atual Premier League:
Bissaka também é muito bom em interceptações, atualmente tem uma média de 2.2 por jogo, sendo a melhor média do seu time e também dentre os laterais direitos da competição. Falando em números totais, ele é o sexto jogador que mais realizou interceptações, foram 60 em 27 jogos. O inglês ainda tem uma média de 3.3 bolas afastadas.
 
Mesmo tendo jogado como ponta na base, Wan-Bissaka não se destaca tanto no apoio ofensivo, principalmente com relação aos cruzamentos e passes longos. Porém, ele ainda consegue chamar a atenção em duas características, que se inter-relacionam inclusive, que são a capacidade de chegar a linha de fundo e, principalmente a capacidade de drible. Aaron é rápido, ágil e inteligente, por isso tem certa facilidade de se livrar dos marcadores, é possível ter uma noção disso com a tabela acima, onde em três dos oito jogos ele conseguiu concluir mais da metade dos dribles que tentou. Ele tem uma média de 1.7 drible por jogo, foram 69 dribles tentados e 45 conseguidos, até o momento.
 
Em sua primeira temporada completa como titular Wan-Bissaka já impressiona, tanto pela qualidade quanto pela regularidade, visto que seu nível de atuação é o mesmo desde o início da temporada, fazendo com que ele seja certamente o melhor lateral direito do campeonato. Seu nível de desempenho já atraiu interesse de outros times, com Manchester City, Arsenal, Bayern de Munique e Borussia Dortmund supostamente entre os clubes interessados nele. Será difícil para o Crystal Palace mantê-lo para a próxima temporada. Wan-Bissaka é um jogador que tem potencial para se tornar um dos melhores da sua posição e vale a pena acompanhá-lo.
 
FICHA TÉCNICA
Nome: Aaron Wan-Bissaka
Data de nascimento: 26/11/1997
Altura: 1,83m
Nacionalidade: Inglês
Pé preferido: Direito
Posição: Lateral direito
Clube atual: Crystal Palace
Principais atributos: Posicionamento, desarme, leitura de jogo, drible e interceptações.
Postado por Wallas Vieira Técnico em Edificações, cursando Administração. Torcedor de Flamengo e Liverpool. Fã da intensa Premier League e do tático campeonato italiano. Gosta de táticas, crônicas e número sobre o futebol.