O outro lado da moeda
6 de dezembro de 2017
Categoria: Futebol e Nacional

Torcida do Flamengo não estará sozinha nesta quarta-feira.

 

Apesar do campeonato brasileiro ter terminado no último domingo, muitas coisas ainda não estão definitivamente resolvidas, uma vez que o Flamengo disputará a final da Copa Sul Americana e o resultado da mesma terá influência direta na classificação para competições continentais.

De um lado temos o Vasco, inimigo mortal do Flamengo, que apesar de secar o rival contra o Independiente, pode conseguir uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores caso os rubro-negros levem o título. Falando ainda em Sul Americana, uma outra equipe que não é muito amiga do Flamengo pode conquistar uma vaga para a edição de 2018 caso o troféu vá para a Gávea, o Sport, que neste ano chegou até as quartas de final da competição. Ainda neste balaio temos o Atlético-MG, que depende do título do Flamengo para conseguir uma vaga na Pré-Libertadores.

Não é só a vaga na Libertadores que está em jogo para o Atlético-MG. Uma vez classificado para a Pré-libertadores, o Galo só entrará na Copa do Brasil nas oitavas de final, assim tendo a possibilidade de conquistar um título nacional disputando apenas oito partidas.

Galo precisa da vitória do Flamengo para chegar na Libertadores.

E a Copa do Brasil 2018 deve ser olhada com muita cobiça por todos, literalmente como a Galinha dos ovos de ouro, pois será a competição com a maior premiação da história do futebol brasileiro, em que o campeão além de levar a taça também poderá receber mais de 60 milhões de reais de premiação.

A expectativa não fica resumida ao Vasco e ao Galo. Na própria Belo Horizonte temos um time que tem todos os motivos para torcer contra o Flamengo nesta decisão, o América Mineiro. Campeão da Série B 2017, o Coelho está de volta à Série A e mais uma vez o objetivo do clube será evitar o rebaixamento.

Caso o Flamengo perca a decisão, a vaga nas oitavas da Copa do Brasil deixa de ir para o Atlético e cai nas mãos do América. Em uma competição que já teve campeões inusitados como Paulista de Jundiaí e Santo André, os torcedores do Coelho têm motivos para se empolgarem com a possibilidade de chegar longe na Copa do Brasil.

“Independiente” do que acontecer na decisão da Sul Americana, o fim de ano do futebol brasileiro será emocionante mesmo sem bola rolando. A nós, torcedores, resta apenas torcer ou secar e esperar um 2018 cheio de emoções.

Postado por Pedro Amadeu 20 anos, estudante de engenharia, apaixonado por futebol. Nas horas vagas, pesquisa e escreve sobre futebol, contribuindo para o Blog 4-3-3.