MODAO CAIPIRA #08 – O ressurgimento do azulão
6 de agosto de 2015
Categoria: 4-3-3 e Modão Caipira
Hoje falaremos sobre o São Bento de Sorocaba,
tradicionalíssimo time do interior de estado de São Paulo. Chamado de Bentão,
ou Azulão, a equipe sorocabana vive um momento de reconstrução, quitando
dívidas e com o time na elite do futebol paulista.
No ano de 2011, o clube passou por um dos piores momentos
de sua história, sendo rebaixado para a Série A3 e afogado em dívidas. Naquele
momento parecia que não havia luz no fim do túnel, e muitos diziam que o clube
não sairia tão fácil daquela situação. Mas apareceu uma nova diretoria e aos
poucos o clube foi conseguindo se acertar.
Com Fernando Martins da Costa Neto na presidência, o time
não conseguiu se classificar pra segunda fase da A3 de 2012, e não fez uma boa
Copa Paulista nesse mesmo ano, mas não passou tanto sufoco na parte financeira
quanto havia passando nos anos anteriores.
Em 2013 a história foi diferente, e o Bentão conseguiu o
acesso para a A2 com o título da terceira divisão do Campeonato Paulista
daquele ano. Sob o comando do técnico Edson Vieira, o time sorocabano fez uma
grande primeira fase, classificando-se em primeiro. Na segunda fase a equipe
sofreu um pouco mais, e o gol do acesso veio só aos 46` do segundo tempo no
último jogo do grupo, contra o Sertãozinho dentro do CIC (Estádio Municipal de
Sorocaba). Na final, o São Bento venceu o Batatais e ficou com o título. Mais
um fato a ser citado do ano de 2013 é o centenário do clube, que foi comemorado
no dia 14 de setembro daquele ano. Ou seja, esse ano foi muito importante na
história do clube beneditino, conquistando acesso, título e comemorando o
aniversário de 100 anos.
No ano de 2014, o comandante da equipe pra disputa da A2 foi
o “rei dos acessos” Paulo Roberto Santos. E mesmo com uma folha salarial
reduzida, sempre tendo em vista o pagamento das dívidas antigas, o Azulão
conseguiu subir para a elite do Paulistão 2015. Na maioria do campeonato o São
Bento se manteve no G4, e após a última rodada se encontrava na 3ª posição, o
suficiente para garantir o acesso para a A1, de onde o time estava longe desde
2007. Na Copa Paulista, sob o comando de Vitor Mosca o time foi eliminado nas
quartas pelo Botafogo de Ribeirão Preto.
Em 2015, de volta à elite, o comandante foi novamente Paulo
Roberto Santos, e a folha salarial foi mais uma vez baixa para os padrões do
campeonato. Mesmo assim, o São Bento fez uma campanha digna, terminando na 4ª
posição do Grupo 2, com 21 pontos. Se fosse um campeonato de pontos corridos, o
Azulão Beneditino ficaria com a 10ª posição.
A reconstrução do antigo Estádio Humberto Reale, que estava
abandonado e hoje é usado como Centro de Treinamento também é uma grande
conquista que foi alcançada nos últimos anos, além da recuperação financeira do
clube e de todos os resultados alcançados dentro de campo. Como gostam de dizer
os torcedores, o São Bento é o único clube que representa de verdade a cidade
de Sorocaba, e está voltando a representar da melhor forma possível.
Para a disputa da Copa Paulista 2015, o técnico é José Luiz
Drey, e a principal atração é a volta do atacante Gabriel Barcos, artilheiro da
equipe na A3 de 2013, que fechou contrato para o segundo semestre desse ano. O
São Bento está no Grupo 3, ao lado de Ituano, Paulista, Grêmio Barueri e
Primavera de Indaiatuba.
Gabriel Barcos voltou ao clube depois de dois anos
Esperamos que nos próximos anos o trabalho de reconstrução
continue, e que as próximas diretorias tomem o exemplo da atual, que vem
conseguindo fazer um belo trabalho. Além de permanecer na elite, o Bentão deve
visar voos mais altos nos próximos anos, com classificações para competições
nacionais, que aumentaria ainda mais a visibilidade da equipe. O time que já
teve jogadores como Marinho Peres, Luis Pereira e Odair Patriarca tem que
voltar a se acostumar a ser um dos protagonistas do interior paulista.

Deixamos registrada a nossa torcida pelo Azulão
Sorocabano, e que nos próximos anos a equipe volte a acumular glórias para sua
grande torcida. Parafraseando o hino do clube, terminaremos nosso texto dessa
forma: “É o meu querido São Bento, de Sorocaba!”

Postado por Leonardo Tudela Del Mastre Natural de Sorocaba-SP, amante do futebol do interior paulista e torcedor de São Bento e Corinthians. Além do amor pelo interior, viciado no futebol como um todo. Formado em Processos Gerenciais pelo IFRS.