JogaMiga #03 – O que esperar da final do Brasileirão feminino
19 de setembro de 2019
Categoria: 4-3-3 e Futebol Feminino

 

As duas equipes finalistas do Brasileirão Feminino 2019 vêm de cenários muito distintos. Corinthians e Ferroviária se enfrentam não só na decisão do nacional, mas também na semifinal do campeonato Paulista – ontem, no jogo de ida, em Araraquara, o Corinthians goleou por 4×0. Os jogos contarão com duas equipes com jornadas incríveis, ex-jogadoras atuando no time adversário e uma rivalidade lá no alto.

A Ferroviária chegou a esta final na raça e com muita vontade. O time que detém títulos como o Brasileiro 2014, Libertadores 2015 e Copa do Brasil, investe na modalidade desde 2001. Hoje, colhe bons frutos. Em 2018, a equipe ficou pelo caminho na semifinal nacional, sendo derrotada pelo Rio Preto, que ficou com o vice campeonato. 

Nesta edição, o time passou pelas Sereias da Vila com uma virada nas quartas-de-final, com direito a decisão nos pênaltis. E conquistaram a tão sonhada vaga na final também nas penalidades, ao empatar, fora de casa, com o time da goleira da seleção brasileira Bárbara, o Avaí/Kindermann. Brilhou a estrela da goleira Luciana, que defendeu duas cobranças na decisão.

Do outro lado temos o Corinthians, time que hoje detém um recorde mundial reconhecido pela FIFA, com 34 vitórias consecutivas. Classificado em primeiro lugar na primeira fase do Brasileiro, o Timão conta com um ataque de mais de 100 gols na temporada, aproveitamento de 97% dos jogos disputados e não encarou muitas dificuldades para passar pelo Flamengo na semifinal.

O que esperar desse jogo?

O Corinthians é o atual campeão Brasileirão Feminino. A expectativa é de um time que aposta no ataque e que usará as peças que tem – jogadoras que também defendem a seleção brasileira – como Millene, Vic Albuquerque e Tamires. Além disso conta com uma defesa muito consistente (média de apenas 0,39 gols tomados) formada pela dupla multicampeã Pardal e Mimi. 

Classificada em sétimo lugar na primeira fase, a Ferroviária encarou, sem medo, suas adversárias. O time é muito aguerrido e sabe seguir jogando sem desistir até o apito final. Com gols nos últimos minutos e batendo duas equipes que eram favoritas, o clima da Ferrinha é de luta até o fim. Entre as atletas, muitas das jogadoras estão no time há muito tempo e possuem muita experiência. É um time cascudo e com um grupo muito forte. 

Lei da ex?

Do lado da Ferroviária as atletas Maglia, Adriana Nenê e Ana Barrinha já jogaram pelo Corinthians e conquistaram títulos por lá. Será que alguma delas conseguirá vazar a forte defesa corinthiana? Vale lembrar, os times ainda irão se enfrentar mais 3 vezes numa sequência eletrizante: domingo abrem a final do Brasileirão, novamente na Fonte Luminosa. Depois, dois jogos na capital, primeiro pelo Paulista e depois a partida decisiva da final. 

No primeiro jogo dessa sequência, melhor para o Corinthians (Foto: Divulgação/AFE)

Tabus

Em 12 partidas oficiais entre as equipes, o Corinthians não perdeu nenhum jogo contra a Ferroviária. O melhor ataque contra o time mais resiliente do campeonato. Goleadas contra viradas. Tabus serão mantidos ou quebrados? Com todos esses fatores, esses jogos têm tudo para serem os mais emocionantes da temporada!

Por: Nayara Perone

Postado por JogaMiga Fundado em 2015, o JogaMiga é um projeto que organiza treinos e campeonatos de futebol para mulheres sem fins lucrativos, independente do grau de conhecimento na modalidade. Queremos promover o futebol feminino com valores acessíveis, proporcionando um lugar seguro para a prática, acolhedor e inclusivo - www.jogamiga.com.br.