ÍCONES ALTERNATIVOS #08 – Louco e Gênio
16 de março de 2016

Tuffy Neujm (ou também Neugen ou Neujen) nasceu na cidade de Santos ainda no século 19. No ano de 1898, começou a jogar no Palmeiras (Não confundir com o Palestra), e passou por Pelotas, Santos, Sírio, até chegar no Corinthians em 1928, time pelo qual torcia.

Tuffy tinha o apelido de ‘Satanás’, vestia-se de preto e ostentava grandes costeletas que contribuíam para sua figura singular, além da barba que deixava de fazer em alguns momentos.

Outro fato que reforçava o apelido era a sua forte personalidade, que pode ser exemplificada no caso em que insultou o então Presidente da República em 1927, Washington Luís, por não concordar com os rumos do país.

Jogou na A.A Palmeiras, onde foi barrado em 1918, por suspeita de suborno em um jogo contra o Corinthians. Esteve em Pernambuco onde foi campeão estadual pelo América e rodou por Santos e Sírio antes de chegar no timão.

No Corinthians, ele compunha o ‘Trio Final’ junto com o Del Debbio e Grané. Com essa fortíssima defesa, ganharam o tri campeonato paulista (1928,1929,1930) e também defenderam a seleção paulista em algumas ocasiões, porém, vale a ressalva de que foram injustiçados na amarelinha, pois só chamaram cariocas para jogar a copa de 1930.

1929. Filó – Pires – Grané – Gambinha – Tuffy – Rato – De Maria – Munhoz (encoberto) – Del Debbio e Guimarães. (Fonte: Livro “A História do Campeonato Paulista”, de Valmir Storti)

As grandes atuações e muitas defesas de pênalti, fizeram de Tuffy (Satanás) uma lenda no Parque São Jorge, reza uma delas que após defesas difíceis ele devolvia a bola aos atacantes.O arqueiro também foi um dos primeiros a utilizar luva pra jogar, além de utilizar as vestimentas pretas muito antes de Yashin.

No auge de sua carreira, foi convidado a participar de um filme junto com grandes jogadores da época como Friedenreich, Ministrinho e Formiga, o filme “O Campeão de Futebol” de Genésio Arruda, 1931, foi o primeiro filme  brasileiro na qual o esporte era o tema central. Tuffy gostou tanto da experiência que comprou uma sala de cinema.

Quando faleceu, em 1935, aos 37 anos, vítima de pneumonia dupla, Satanás teria sido sepultado junto com a camisa de goleiro do Corinthians.

Irreverente, original, autêntico e genial. Palavras perfeitas para Tuffy.

A posição de goleiro é a mais ingrata do futebol, mas cabe dizer a célebre frase: Uma grande equipe começa com um bom goleiro.

Um louco genial, e acima de tudo, Corintiano.

Postado por Edson Alves