Esforço e talento recompensados – Rafa Souto, F4L
27 de abril de 2018
Categoria: 4-3-3 e Entrevistas

 

O Futebol nas 4 Linhas, mais conhecido como F4L, é um canal do YouTube que atualmente possui mais de 100 mil inscritos. Rafa Souto é um dos fundadores do projeto, que nasceu inicialmente como um blog, por conta de um trabalho de faculdade em que era necessário criar um espaço para apurar notícias, fazer entrevistas e desenvolver a rotina que uma redação propõe aos jornalistas.

Quando ele percebeu que estava tendo um bom alcance com o portal, notou que aquilo poderia ser muito mais do que um simples trabalho para passar de semestre, e teve a intenção de realizar entrevistas em vídeo. Foi quando ele conheceu Léo Usui, que está até hoje no canal e será citado novamente no decorrer da entrevista.

Aos poucos, analisamos a possibilidade e o F4L migrou para o YouTube”.

Como em todo projeto, o F4L teve seus momentos de insegurança e de não saber se estava no caminho certo (acho que hoje eles já perceberam que estão, não é mesmo?!). Falta de apoio financeiro, dificuldades de encontrar o espaço no mercado e dificuldade para conseguir entrevistas foram alguns dos problemas do início do canal.

Com o passar do tempo, percebemos que tínhamos os componentes necessários para criar nosso caminho no YouTube e que bastava persistir para encontrar nossa identidade. Não foi fácil, mas dá para dizer que está sendo muito gratificante e que olhamos para nossa caminhada com muito orgulho”.

Para quem acompanhava o canal no início da trajetória, sabe que eles começaram com uma pegada bem mais jornalística. Rafa comenta que, com o passar do tempo e com a experiência que os organizadores do canal foram adquirindo, eles notaram que o que eles apresentavam no começo, com quadros “padrão TV”, atingia um público um pouco mais velho. Por isso, eles buscaram mudar um pouco o foco do canal, visando alcançar um número maior de inscritos. E conseguiram.

Nós jogamos bola durante toda a nossa vida e já era do nosso interesse partir para o campo. Inclusive, é algo que pretendemos fazer ainda mais em 2018”.

Desafios como este serão cada vez mais presentes no canal

Falando ainda sobre o sucesso do canal, Rafa guarda um momento especial. que serviu para a ficha de que estava no caminho certo cair: “Um dos momentos que mais me emocionaram foi quando o colégio onde fiz o ensino fundamental me convidou para palestrar na semana de profissões, para falar sobre internet e jornalismo”, relembra.

Por outro lado, nem tudo mudou para o bem. Rafa não esconde de ninguém que é torcedor do São Paulo, e diz que ultimamente deixou um pouco de ir ao estádio por conta da correria da vida profissional.

Sinto muita falta de ir ao estádio, tomar chuva e cumprir todo o ritual que assistir um jogo in loco permite”.

Justamente pela paixão tricolor, um dos vídeos que ele mais gostou de ter gravado foi a entrevista com o Kaká. Por ser torcedor do Tricolor Paulista, sempre sonhou em conhecer um de seus ídolos, e segundo ele foi muito bem tratado quando gravou com o ex-meia. “Guardo com carinho e trato como um dos melhores dias da minha vida”.

Também cita alguns vídeos gravados no final de 2017 com jogadores dos grandes clubes do RJ, especialmente com a grande promessa Vinicius Junior. E um vídeo gravado no Estadio Azteca, a convite da Nike, que teve muita representatividade para ele e para o canal.

Quando perguntado sobre o futebol europeu, ele volta a citar o Kaká.  Ele comenta que, pelo carinho que tinha com o ídolo do São Paulo, acabou por gostar bastante do Milan, onde o brasileiro ganhou Champions League e foi eleito o melhor do mundo em 2007 – relembre clicando aqui. Ele faz até um pequeno comparativo entre Milan e São Paulo, dizendo que são dois times extremamente tradicionais e que “se perderam no meio do caminho”, e atualmente vivem uma fase bem ruim.

Além dos italianos Rafa também gosta do Arsenal, muito pelo fato de ter começado a acompanhar a Premier League na temporada 2003/2004, a mesma em que o clube londrino venceu o campeonato sem perder nenhuma partida. Segundo ele, foi uma das melhores equipes que viu na vida, e desde então criou um carinho e acompanha os jogos.

Para completar o assunto futebol europeu, ele se mostra convicto de que a Premier League é a melhor liga do mundo, pois “eles não entregam apenas partidas, mas sim toda uma experiência envolvida, é incrível”. Ele também fez questão de deixar um adendo ao falar sobre o Brasileirão:

Eu tenho plena convicção que o Campeonato Brasileiro poderia ser uma liga extremamente forte, batendo de frente com a Premier League, inclusive. Pena que quem administra não tem visão de negócio e possui interesses pra lá de duvidosos“.

Como nota-se nas respostas anteriores, e obviamente em seus vídeos, Rafa acompanha muito futebol. Diante disso, resolvemos fazer um desafio para ele: pedimos para que ele escalasse duas seleções. Primeiro, a dos 11 melhores do mundo atualmente. Depois, a dos 11 melhores da história na opinião dele. E não é que ele nos surpreendeu? Não contente com fazer uma única seleção atual, ele resolveu fazer uma com os que estão atualmente na ativa e outra com os que ele considera melhores mesmo que se encontrem lesionados. E onde foi pedido para montar o 11 ideal da história, preferiu montar uma seleção dos melhores que ele viu jogar. Seguem, então, as três seleções de Rafa Souto:

Jogadores em atividade, considerando as lesões: Buffon, Dani Alves, Sérgio Ramos, Piqué e Marcelo, Casemiro, Kroos e De Bruyne; Salah, Messi e CR7;

Jogadores em atividade, sem considerar as lesões: Neuer, Dani Alves, Sérgio Ramos, Piqué e Marcelo; Casemiro, Kroos e De Bruyne; Neymar, Messi e CR7;

Mesmo machucado, Neymar foi lembrado pelo youtuber

Escalação dos que ele viu jogar: Buffon, Cafú, Maldini, Cannavaro e Roberto Carlos; Pirlo, Zidane e R10, Messi, Ronaldo Fenômeno e Romário;

Para terminar a “seção pitacos”, perguntamos ao Rafa seus prognósticos pra Copa do Mundo da Rússia. Ele mostrou que acredita que não vai ter chances para surpresas conquistarem a taça, nem mesmo a Bélgica que é tida por muitos como uma seleção que chega muito forte:

“Olha, eu sempre tenho um pé atrás com as seleções tidas como sensação na Copa, como é o caso da famigerada geração belga. Por mais que tenham ótimos nomes, falta bagagem pra conquistar uma Copa do Mundo. Acredito que vai ficar entre as tradicionais: Brasil, Alemanha, Argentina, França ou Espanha. Algumas das que podem pelo menos incomodar são Portugal, Inglaterra e mesmo a Bélgica. Mas se precisar escolher uma só, acredito que o Brasil chega muito bem nesse Mundial”.

Além de colocar o foco em mais vídeos dentro de campo, com desafios originais, como já foi falado no começo da entrevista, o F4L vem preparando várias coisas diferentes para o restante de 2018. “Vamos realizar uma série de desafios temáticos. Já gravamos alguns, estamos desenhando roteiros de outros e acredito que os inscritos vão gostar bastante“. Além das novidades, ele diz que voltará com os quadros Lista F4L e Perfil, que pra quem gosta de informação e história curte muito. Segundo ele, ambos voltarão com uma nova roupagem em relação ao que eram gravados anteriormente.

Rafa também falou um pouco sobre seus parceiros (antigos e atuais) de canal. Atualmente, vale destacar, as faces e cabeças pensantes do canal no momento são Felippe Palermo e Léo Usui.

Sobre Palermo, ele fala que “é um cara extremamente engraçado e positivista. Além de ser um cara muito talentoso, tem um carisma impressionante“. Já sobre o Léo, parceiro desde os primórdios do canal, Rafa também rasga elogios:

“Léo é o editor e câmera do canal, o conheci em um curso do Alexandre Praetzel. O ‘Japonego’ é o ponto de equilíbrio do canal, aprendemos diariamente com seu senso de responsabilidade e sua maturidade”.

Outras duas pessoas que já estiveram na equipe do F4L, mas agora seguiram para outros caminhos, também ganharam algumas palavras do youtuber. Primeiro, sobre Isa Rotta, a dona do finado “Isa Responde”:

“Conheci a Isa no mesmo curso que conheci o Léo Usui, porém em semestres diferentes. É uma menina muito talentosa, com muitas qualidades, que considero muito e torço bastante para que ela conquiste coisas gigantes”.

Para completar, ele falou sobre o Fred. Sim, o cara que é atualmente o maior youtuber sobre futebol do Brasil, antes de integrar a equipe do Desimpedidos foi da equipe do F4L, lá no início do canal. E até hoje é um grande amigo do Rafa, que não poupa elogios:

É sempre um prazer falar sobre o Fred. É uma das melhores pessoas que eu conheço, e tenho muito orgulho em dizer que é um dos meus melhores amigos. Um profissional incrível e uma pessoa ainda melhor. Fizemos jornalismo juntos, e sempre respiramos futebol, até que em 2014 eu o convidei para participar do canal e ele topou. Sempre tive absoluta certeza que ele seria referência na internet, não sei explicar o porquê deste sentimento, mas um dos exemplos foi o fato de que eu dizia que ele faria o Desandreoli, antigo quadro do Felipe Andreoli no Desimpedidos, com muita maestria. E hoje ele está exatamente nesse posto. Pra finalizar, o Fred ainda vai conquistar muito mais coisas, e não só na internet. Ele tem um caminho ainda mais brilhante pela frente!”

Palermo, Léo Usui e Fred também são parte da história do F4L

Para finalizar a entrevista, agradecemos a disponibilidade dele para responder as perguntas. Por fim, pedimos que ele deixasse um último recado, tanto para o 4-3-3 quanto para os seguidores do F4L.

Como costumo dizer, o F4L não é o meu trabalho, é o meu estilo de vida e o sonho que me motiva para seguir adiante. Falando aos seguidores do canal, só posso agradecer por todo o apoio e suporte que sempre nos deram, e é muito bom saber que o meu sonho é compartilhado por tanta gente”.

“Só posso agradecer pelo carinho e atenção de vocês. É incrível saber que o 4-3-3, um site que acompanho há um tempo segue o nosso trabalho e nos abriu essa oportunidade. Que essa parceria cresça cada vez mais e que vocês continuem com esse trabalho incrível!”, concluiu.

Postado por Leonardo Tudela Del Mastre Natural de Sorocaba-SP, amante do futebol do interior paulista e torcedor de São Bento e Corinthians. Além do amor pelo interior, viciado no futebol como um todo. Formado em Processos Gerenciais pelo IFRS.