Enfim vencendo as lesões, Callum Wilson vai provando seu valor
25 de janeiro de 2019
Categoria: 4-3-3
No primeiro dia do ano de 2012, Callum Wilson estava fazendo sua estreia pelo Tamworth, time que fazia parte da National League, correspondente a quinta divisão do futebol inglês. Quase sete anos depois, mais especificamente no dia 15 de novembro de 2018, Wilson fazia a sua estreia, e marcava, com a camisa da seleção da Inglaterra. Foi um caminho longo, não só com relação ao tempo, mas as dificuldades que o atacante teve que enfrentar e superar, para conseguir chegar no mais alto nível do futebol inglês.
Com o fim do empréstimo para o Tamworth, Wilson retornou para o Conventry City em 2013, que disputava a League One, terceira divisão da Inglaterra; e estreou pelo time principal no dia 12 de março. Ficou até o julho de 2014, marcando 23 gols em 63 jogos nesse período. Acabou sendo contratado pelo Bournemouth para a temporada 2014/15, disputando a Championship e ajudando o modesto time a fazer uma histórica campanha que culminou no título e, consequentemente, na promoção para a Premier League, pela primeira vez na história dos Cherries. Foi uma excelente temporada para Wilson que começava a mostrar sua capacidade, em 45 jogos de Championship ele terminou com 20 gols e 13 assistências.
O início de Wilson na Premier League foi muito promissor. Nos sete primeiro jogos ele marcou cinco gols, com destaque para a partida onde fez o seu primeiro gol na competição. Foi em um duelo contra o West Ham pela terceira rodada, fora de casa, onde ele marcou logo um hat-trick que ajudou o Bournemouth a conseguir sua primeira vitória de Premier League. Porém, na sétima rodada, em partida contra o Stoke City, Wilson sofreu a sua primeira grave lesão da carreira. A LCA, que é a lesão no ligamento cruzado anterior do joelho, no caso do inglês a lesão ocorreu no joelho direito. Isso fez o atacante ficar fora dos gramados por mais de 6 meses, estando ausente de 25 rodadas de Premier League e não podendo participar da FA Cup e da Copa da Liga.
Mesmo começando sem nenhum problema, a temporada 2016/17 de Wilson não foi tão boa em números, em 20 jogos pela Premier League o inglês marcou apenas 6 gols e deu uma assistência. Todavia, ele foi a rede contra adversários fortes como Liverpool e Arsenal. Mas com a virada do ano Wilson voltou a ser assombrado pelo fantasma das lesões. Em um dos treinos antes da 24ª rodada do Inglês ele sofreu novamente uma LCA, dessa vez no joelho esquerdo. Isso fez com que o camisa 13 perdesse o restante da temporada. Dessa vez, a recuperação foi ainda mais demorada, sendo necessários 9 meses para que ele pudesse retornar aos gramados.
Quando Wilson conseguiu se recuperar completamente os Cherries já tinham disputado 9 rodadas da Premier League 2017/18. Mas seu retorno não foi pelo Campeonato Inglês e sim pela Copa da Liga, e foi em grande estilo, ajudando o time de Eddie  Howe a vencer o Middlesbrough por 3×1, marcando um gol e assistindo outro. Pela Premier League, o centroavante não participou de apenas um dos 29 jogos restantes, após o seu retorno. Essa temporada passada foi boa para Wilson readquirir a boa forma. Pelo Inglês, foram 8 gols e duas assistências, com grandes exibições, como nas vitórias contra o Arsenal por 2×1 na 23ª rodada e contra o Chelsea por 3×0 na 25ª rodada, onde em cada partida ele marcou um gol e assistiu outro.

Em sua estreia pelos Three Lions, em novembro, Wilson já deixou sua marca

O fato de Wilson ter terminado bem a última temporada ajudou-o a começar bem a atual e elevar ainda mais o nível do seu futebol. Tendo continuidade, ele está conseguindo mostrar do que é capaz. O camisa 13 é um centroavante de muita mobilidade, que tem uma boa leitura de jogo, bom passe e ótima finalização. Todos esses atributos permitem que ele participe ativamente do jogo do Bournemouth, saindo da área para buscar o jogo e participar do início das jogadas e caindo para os lados para abrir espaço para que os meias de lado de campo (normalmente Fraser e Brooks) e King, o segundo atacante, ataquem esse espaço para finalizar. Sua visão de jogo aliada aos passes também permite que ele encontre os companheiros em boa posição para marcar. Todas essas características fazem com que a sua excelente temporada se reflita em números: são 10 gols e 5 assistências em 21 jogos da Premier League.
Seu ótimo desempenho atualmente faz com que surjam rumores de clubes interessados em contratá-lo, como do Chelsea, que estava a procura de um centro avante e contratou Higuain. Howe deve conseguir segurá-lo ao menos até o fim da temporada, mas com Wilson vencendo sua batalha contra as lesões e se destacando assim é bem possível que outros interessados apareçam. Mas enquanto tive-lo, o treinador possuirá um ótimo jogador para ajuda-lo a fazer o Bournemouth ter o melhor desempenho possível na Premier League. O alto nível alcançado por Wilson também é ótimo para a seleção da Inglaterra. Southgate, que já conta com Kane e Vardy, ganha mais uma excelente opção para a posição de centro avante.
Postado por Wallas Vieira Técnico em Edificações, cursando Administração. Torcedor de Flamengo e Liverpool. Fã da intensa Premier League e do tático campeonato italiano. Gosta de táticas, crônicas e número sobre o futebol.