As Seleções da Rainha – NTDR #04
13 de setembro de 2018
Categoria: 4-3-3 e NTDR

 

Depois de um tempinho (bota tempo nisso) parado, o Na Terra da Rainha está de volta. E no post de hoje iremos fazer uma espécie de introdução para uma curta sequência de posts que teremos a seguir aqui no blog. Nestes textos iremos falar sobre as seleções que compõem o Reino Unido: Irlanda do Norte, País de Gales, Escócia e Inglaterra, trazendo a história de cada uma delas além de curiosidades e o desempenho nas principais competições do planeta. Agora no primeiro post vamos explicar as diferenças entre as denominações, muitas vezes dadas como iguais, sobre essa região do globo.

Quando vamos falar do país, comumente usamos o termo Inglaterra se referindo a todo o bloco. Na verdade, a Inglaterra é um país que assim como a Escócia e o País de Gales constituem a Grã-Bretanha, que nada mais é do que o nome da ilha na qual esses países estão. O Reino Unido seria o agrupamento político dos países, aí nesse contexto entra a Irlanda do Norte, além de outros territórios ao redor do globo como . Abaixo você confere uma arte ilustrando a diferença.

O Reino Unido e suas divisões administrativas e geográficas.

Por que então nos Jogos Olímpicos há apenas o time da Grã-Bretanha?

Antes, é importante entender que a origem do futebol se deu na Inglaterra e se expandiu primeiramente nos países do Reino Unido. Pouco depois da criação da federação inglesa de futebol (FA – Footbal Association) em 1863, Escócia e País de Galês também formaram as suas. Já o Comite Olímpico britânico veio somente em 1905 quando já era possível ver as três equipes jogando separadamente, aliado à rivalidade das primeiras seleções do futebol.

Rivalidade essa pode ser acrecidas por questões nacionais. Apesar de politicamente serem ligados, a Escócia busca preservar bem sua identidade e vê do futebol um meio para isso, e mesmo com a distância qualitativa atual, o país do norte nos primórdios rivalizava com os ingleses no esporte. E não podemos esquecer de grandes jogadores e treinadores escoceses, com destaque especial para Alex Fergunson.

Time da Grã-Bretanha em ação nos Jogos Olímpicos de Londres 2012

Em 2o12 tivemos o Time Grã-Bretanha no futebol, já que o país sede tem direito a participar de todas a modalidades com ao menos um representante. Lembrando que apesar do nome se referir apenas a maior ilha do Reino Unido, ele engloba todas as possessões da Rainha, como a Irlanda do Norte e outras ilhas ao redor do planeta. Assim o Team GB consegue acrescentar um pouco mais de medalhas e os outros locais ficam em uma posição privilegiada no quadro de medalhas.

Dado esse resumão, no próximo post iremos começar nossa sequência de quatro posts, falando no primeiro deles sobre a Irlanda do Norte. Até lá!

Postado por Patryck Leal Estudante de Jornalismo na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal, é apaixonado por esportes desde novo, desde o Futebol (principalmente o inglês), até o Curling, sendo este o motivo de sua escolha acadêmica e profissional.