As promessas do setor defensivo no Flamengo
20 de junho de 2012
Categoria: Futebol e Nacional

Thiago Salles

 

Zagueiro que surgiu no Flamengo em 2007, Thiago era famoso por fazer muitos gols. Pelo início bastante artilheiro, era considerado por muitos o “novo Juan”. Sem oportunidades e sem sequência, foi emprestado ao Apollon Limassol do Chipre em 2009 e voltou em 2010, ano que seu contrato com o Flamengo se encerrou. A partir daí passou por Fluminense, Avaí, Boavista, Tupi e hoje se encontra no Resende, com 30 anos de idade.

Rodrigo Arroz

 

Zagueiro rápido e ágil, começou no Flamengo naquele fatídico ano de 2005. Sem muitas opções e sem dinheiro para comprar jogadores, Rodrigo acabou ganhando vaga na zaga rubro negra e até mesmo se firmou entre os titulares durante um certo período, chegando a jogar mais de 70 partidas pelo clube. Acabou sendo vendido ao Belenenses-POR em 2008 e daí para frente sua carreira não evoluiu tanto. Passou por Grêmio Barueri, Guarani, Boa Esporte, Linense, Caxias, Kerala Blasters-IND, Paulista, Sampaio Corrêa e hoje com 33 anos, atua pelo Tigres do Brasil.

Cassio

 

Lateral baixinho e bem aguerrido, o jogador entrou pela primeira vez no time principal em 2000 e tinha a difícil missão de substituir o então ídolo da torcida Athirson, que havia deixado o clube. Com atuações icônicas como no tricampeonato estadual de 2001 e na copa Mercosul do mesmo ano, o jogador se mantém vivo na memória dos Flamenguistas. Teve uma breve passagem pelo Internacional e pelo Atlas-MEX em 2002 e voltou ao Flamengo um ano depois, porém o clube havia repatriado Athirson e Cássio percebeu que não teria espaço. O jogador rodou por: Olímpia-PAR, New England Revolution-EUA, Ceará, Brasiliense, Santa Cruz e Adelaide da Austrália, onde foi tão ídolo que é considerado pela FourForTwo como o melhor brasileiro da história do futebol australiano. Ok, não foi mal, mas de fato, poderia ter sido mais. Hoje está aposentado.

Digão

 

Lateral conhecido pela sua técnica, pecava um pouco em intensidade porém era visto como um potencial bom jogador. Foi o substituto imediato do Léo Moura durante um certo tempo, até que o Flamengo contratou Léo (do CAP) para a posição e o jovem ficou sem espaço, sendo emprestado ao América-RN. Foi adquirido pelo Volta Redonda e passou também pela Portuguesa. Hoje com 24 anos, joga no Adanaspor da Turquia.

– Welinton

 

Zagueiro forte, alto, rápido e ágil, tinha todos os fundamentos necessários para decolar e virar um ótimo jogador, não fosse sua afobação e, porque não, azar. Marcado por falhas grotescas e lances bizarros, Wellinton foi um dos jogadores menos carismáticos deste século pelo Flamengo, totalmente odiado pela torcida, ainda que fizesse alguns bons jogos. Mesmo assim, tem mais de 100 jogos pelo rubro negro. Foi emprestado ao Alania-RUS, Coritiba e Umm-Salal-CAT. Foi adquirido pelo Al-Khor, onde joga até hoje. Já tem 28 anos.

Léo Matos

 

Lateral com passagens pela seleção brasileira sub-17 que sequer chegou a jogar pelo profissional do Flamengo de primeira, visto que o Olympique de Marseille cresceu o olho no garoto quando o mesmo ainda estava no sub-20 e o levou para a França em 2004. Em uma tentativa de dar experiência e rodagem ao menino, o clube francês o cedeu emprestado para o Flamengo, onde fez apenas seis jogos e não emplacou, voltando para a França em 2006. Seu contrato acabou e ele rodou pelos seguintes clubes: Tombense, Paraná, Figueirense, Vila Nova, Chornomorets-UCR, Dnipro-UCR e hoje com 31 anos, atua pelo PAOK da Grécia.

Fabrício

 

Chamado pelo ex-presidente do Flamengo, Márcio Braga, de novo Juan, o zagueiro tinha uma ótima expectativa de carreira. Antes mesmo de jogar pelo profissional do clube já havia tido seu primeiro empréstimo, para o Paraná, onde jogou muito bem. Após voltar, foi emprestado ao Hoffenhein-ALE e apenas quando retornou da Europa que começou a entrar nos jogos. Qualidade é inegável que tinha, porém, talvez algumas escolhas tenham feito seu rendimento não atingir o esperado. Era titular no Flamengo e foi comprado pela Trafic, que o repassou à: Palmeiras, Cruzeiro, CAP, Vasco e Vitória. Passou também pelo Fluminense,  Bragantino, FK Partizan-SER, Muangthong United- TAI e hoje joga na Romênia, no Astra Giurgiu.  O zagueiro foi, inclusive, tema de um Longe dos Holofotes no Blog. Confira.

Frauches

 

Capitão do time rubro negro campeão da copinha de 2011, se tornou famoso por ser um zagueiro ágil e seguro na base, além de poder atuar pela lateral direita. No time profissional do Flamengo não teve muitas chances e quando as teve, não convenceu muito o torcedor, mesmo tendo jogado pela base da seleção brasileira, não atingiu o que se esperavam dele. Foi emprestado para Macaé e Boavista, depois rescindiu seu contrato com o Flamengo. Hoje atua na Tailândia, pelo Army United. Tem 24 anos.

 

Postado por Renan Castro 23 anos, administrador, torcedor do Flamengo, natural de Nova Iguaçu - RJ, fã de aviação e dono de três quadros: Vestindo o Futebol, Ícones Alternativos e Memória FC.